10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

Alguns alimentos como a cebola, a laranja, a pimenta ou o café podem causar azia, refluxo ou queimação no estômago. Isso acontece devido à presença de algumas substâncias, como a cafeína, que conseguem irritar a parede do estômago ou relaxar o esfíncter do estômago, o que faz com que o conteúdo gástrico consiga voltar para o esôfago.

Para evitar a azia e a queimação é importante evitar incluir esses alimentos na dieta, além de ser recomendado dar preferência para alimentos que não causem irritação do estômago como peixes, claras de ovo, banana, pêra, cenoura ou batata doce, por exemplo. Saiba mais sobre como fazer uma dieta para aliviar os sintomas de azia, refluxo ou queimação.

Quando os sintomas de azia e queimação são muito frequentes, é importante que o gastroenterologista seja consultado para avaliar a necessidade de iniciar um tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de medicamentos que diminuem a produção de ácido pelo estômago.

1. Café

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

O café é rico em cafeína, uma substância que pode provocar irritação da mucosa do estômago e causar sensação de queimação e azia. Além disso, a cafeína aumenta o relaxamento do esfíncter esofagiano, facilitando a saída do conteúdo do estômago para o esôfago, piorando os sintomas de refluxo.

Outras bebidas que contêm cafeína e que devem ser evitadas, especialmente por quem sofre com refluxo, são o chá preto ou o chá mate, por exemplo.

Uma boa forma de evitar bebidas com cafeína é substituir o café comum pelo descafeinado ou beber chás como chá de gengibre ou de funcho, que além de não conterem cafeína, têm propriedades calmantes para o estômago, ajudando a reduzir os sintomas de azia, refluxo e queimação. Veja outras opções de chás para azia, refluxo e queimação.

2. Chocolate

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

O chocolate é rico em gorduras e cafeína que estimulam a produção de ácido pelo estômago, além de aumentar o relaxamento do esfíncter do esôfago, causando os sintomas de refluxo como sensação de queimação no estômago e garganta e indigestão.

Além disso, o chocolate também possui teobromina, uma substância que estimula a produção de serotonina pelo corpo, um hormônio associado à sensação de prazer e bem estar, mas que também pode aumentar o relaxamento do esfíncter esofagiano, e causar ou piorar os sintomas de refluxo.

Para evitar os sintomas de azia, queimação ou refluxo, o recomendado é não consumir o chocolate com frequência, até mesmo o chocolate amargo, pois possui maior quantidade de cafeína e teobromina, piorando o desconforto no estômago.

3. Alimentos picantes

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

Os alimentos picantes como as pimentas caiena, preta ou do reino, páprica ou pimentão, por exemplo, têm na sua composição um componente chamado de capsaicina, que torna a digestão mais lenta, fazendo com que os alimentos permaneçam durante mais tempo no estômago. Isto provoca um aumento da produção de ácido pelo estômago, causando irritação no estômago e esôfago, e levando a sintomas de refluxo, azia, sensação de queimação ou dor de estômago.

Uma boa forma de evitar consumir alimentos picantes e fazer uma comida saborosa, é substituir os picantes por ervas como orégano, manjericão ou tomilho, por exemplo, que não agridem o estômago.

4. Cebola crua

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

A cebola, principalmente se estiver crua, é um alimento ácido que provoca o relaxamento do esfíncter esofagiano, que é um músculo que age como barreira entre o esôfago e o estômago e que se estiver relaxado, facilita a saída do ácido do estômago para o esôfago, provocando os sintomas típicos de refluxo como azia e sensação de queimação que pode atingir a garganta e peito, além do estômago.

Além disso, a cebola crua apresenta um elevado teor de frutooligossacarídeos, um tipo de fibra que, quando é fermentada pelo sistema digestivo, aumenta a produção de gases, o que provoca inchaço e dor de estômago, além de arrotos frequentes que podem piorar os sintomas de refluxo.

Para consumir cebola e evitar os sintomas de azia, queimação ou refluxo, pode-se utilizar a cebola na versão desidratada, pois no processo de desidratação, sua acidez é diminuída.

5. Frutas cítricas

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

As frutas cítricas, como laranja, limão, abacaxi, tangerina, kiwi e acerola, por exemplo, são ricas em ácidos que além de aumentarem a acidez do estômago, relaxam o esfíncter esofágico, o que faz com que o ácido do estômago consiga subir para o esôfago, piorando os sintomas de azia e queimação.

Uma boa opção para substituir as frutas ácidas é dar preferência para outras frutas como melão, melancia, maçã e banana, que são leves, de fácil digestão, e que não aumentam a acidez do estômago.

6. Frituras

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

As frituras, como batata frita, pastel ou coxinha, por exemplo, são alimentos ricos em gordura que estimulam a produção de ácido pelo estômago e a liberação do hormônio colecistocinina, que aumenta o relaxamento do esfíncter esofagiano. Isso faz com que o ácido do estômago escape mais facilmente para o esôfago e cause refluxo, azia e sensação de queimação, além de má digestão e sensação de barriga inchada.

Uma boa forma de evitar o consumo de frituras é preparar os alimentos cozidos, grelhados ou assados, por exemplo, pois diminui a quantidade de gorduras e o risco de causar ou piorar os sintomas de refluxo, azia ou queimação no estômago.

Além das frituras, outros alimentos ricos em gordura também devem ser evitados como bolos, maionese, manteiga, sorvetes, leite integral ou mesmo o abacate, queijo e nozes.

7. Tomate

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

O tomate e os alimentos à base de tomate, como molho, suco de tomate ou ketchup, contêm altos níveis de ácidos, como ácido málico e cítrico, que além de irritar o revestimento do estômago, relaxam os músculos do esfíncter esofágico, causando azia, sensação de queimação ou refluxo.

Uma boa forma de substituir o molho de tomate nas refeições, é fazer um molho cozinhando 2 cenouras grandes, 1 beterraba, água, sal e ervas a gosto, bater tudo no liquidificador e usar em saladas ou massas, por exemplo.

8. Bebidas alcoólicas

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

O álcool presente nas bebidas alcoólicas, como cerveja, vinho ou uísque, por exemplo, é rapidamente absorvido pelo sistema digestivo após sua ingestão, e pode provocar irritação no revestimento do esôfago e do estômago, além de provocar um relaxamento do esfíncter esofagiano, provocando os sintomas de azia e queimação.

Além disso, algumas bebidas alcoólicas, especialmente vinho e cerveja, estimulam a produção de ácido pelo estômago, aumentando o risco de azia.

9. Bebidas gaseificadas

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

As bebidas gaseificadas como refrigerantes, energéticos ou água com gás, possuem substâncias químicas para dar sabor, como o ácido cítrico e ácido fosfórico, que aumentam a acidez do estômago e relaxam o esfíncter esofágico piorando ou causando os sintomas de azia, refluxo ou sensação de queimação.

Além disso, o gás carbônico, que produz a efervescência dessas bebidas, é transformado em ácido no estômago provocando um desequilíbrio da acidez estomacal e desencadeando os sintomas de azia e queimação no estômago.

10. Menta e hortelã-pimenta

10 alimentos que causam a azia, refluxo e queimação

Alguns estudos mostram que alimentos com menta e hortelã-pimenta, como balas ou chás, quando consumidos diariamente ou em grandes quantidades, podem provocar irritação do revestimento do esôfago e aumentar o refluxo gastroesofágico e a sensação de queimação.

O ideal é evitar o consumo frequente ou diário da menta e do hortelã-pimenta, para não causar, nem piorar os sintomas de queimação no estômago.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • RODRIGUEZ-STANLEY, S.; et al. The effects of capsaicin on reflux, gastric emptying and dyspepsia. Aliment Pharmacol Ther. 14. 1; 129-34, 2000
  • HERRERA-LÓPEZ, J. A.; et al. Capsaicin induction of esophageal symptoms in different phenotypes of gastroesophageal reflux disease. Rev Gastroenterol Mex. 75. 4; 396-404, 2010
  • ALLEN, M. L.; et al. The effect of raw onions on acid reflux and reflux symptoms. Am J Gastroenterol. 85. 4; 377-80, 1990
  • PICHE, Thierry; et al. Colonic fermentation influences lower esophageal sphincter function in gastroesophageal reflux disease. Gastroenterology. 124. 894–902, 2003
  • FELDMAN, M.; BARNETT, C. Relationships between the acidity and osmolality of popular beverages and reported postprandial heartburn. Gastroenterology. 108. 1; 125-31, 1995
  • SHAPIRO, M.; et al. Assessment of dietary nutrients that influence perception of intra-oesophageal acid reflux events in patients with gastro-oesophageal reflux disease. Aliment Pharmacol Ther. 25. 1; 93-101, 2007
  • LEDEBOER, M.; et al. Effect of cholecystokinin on lower oesophageal sphincter pressure and transient lower oesophageal sphincter relaxations in humans. BJM Journals. 36. 1; 39-44, 1995
  • NEWBERRY, Carolyn; LYNCH, Kristle. The role of diet in the development and management of gastroesophageal reflux disease: why we feel the burn. J Thorac Dis. 11. 12; S1594–S1601, 2019
  • WRIGHT, Lewis E.; CASTELL, Donald O. The adverse effect of chocolate on lower esophageal sphincter pressure. The American Journal of Digestive Diseases. 20. 703–707, 1975
  • CASTILLO, Roger; et al. Evidence Based Review of the Impact of Treatments of Gastroesophageal Reflux Disease. Rev Col Gastroenterol. 30. 4; 427-442, 2015
  • CHEN, Shao-hua; WANG, Jie-wei; LI, You-ming. Is alcohol consumption associated with gastroesophageal reflux disease?. J Zhejiang Univ Sci B. 11. 6; 423-8, 2010
  • JOHNSON, T.; et al. Systematic review: the effects of carbonated beverages on gastro‐oesophageal reflux disease. Alimentary Pharmacology and Therapeutics. 31. 6; 607-614, 2010
  • KHATRI, Parimita; SHALINI, Rachana. Additives used in Soft Drinks. Beverage & Food World. 30-34, 2008
  • SHUKLA, Akash; et al. Ingestion of a carbonated beverage decreases lower esophageal sphincter pressure and increases frequency of transient lower esophageal sphincter relaxation in normal subjects. Indian J Gastroenterol. 31. 3; 121-4, 2012
Mais sobre este assunto: