10 principais alterações da menstruação

As alterações da menstruação podem estar relacionadas com a frequência, duração ou quantidade do sangramento e ocorrem devido à alterações hormonais normais da puberdade ou da pré-menopausa ou, em alguns casos, pode ser indicativo de doenças como endometriose, mioma, hipotireoidismo ou até câncer.

Normalmente, o ciclo menstrual varia de 21 a 35 dias e a menstruação desce 1 vez por mês, tendo duração média de 4 a 7 dias. No entanto para algumas mulheres o ciclo menstrual pode não ser regular, o tempo da menstruação variar e ainda pode ser uma fase de desconforto ou dor devido ao surgimento de cólicas menstruais.

É importante consultar o ginecologista desde a primeira menstruação e fazer acompanhamento pelo menos uma vez por ano para que se possa detectar alterações que possam estar influenciando no ciclo menstrual e iniciar o tratamento mais adequado. Saiba quando consultar o ginecologista.

10 principais alterações da menstruação

As alterações mais comuns da menstruação incluem:

1. Menstruação atrasada

A menstruação atrasada pode ocorrer por alterações hormonais normais na puberdade, atrasando o início da primeira menstruação, ou devido ao início da menopausa, sendo condições normais na vida da mulher.

No entanto, há situações em que a menstruação não desce no dia esperado, o que pode ser diferente de mulher para mulher, pois o ciclo menstrual pode variar de 21 a 35 dias. Nesse caso, o atraso na menstruação pode indicar alterações hormonais causadas por estresse e ansiedade, diabetes, obesidade, síndrome dos ovários policísticos ou problemas na tireóide como hiper ou hipotireoidismo, por exemplo.

Além disso, o atraso na menstruação pode indicar que o método anticoncepcional não está funcionando conforme esperado ou, em alguns casos, se houve contato íntimo desprotegido pode indicar gravidez. Confira outras causas da menstruação atrasada e o que fazer.

Insira seus dados na calculadora a seguir e confira quando deve vir a sua menstruação:

Erro
help
Erro
help
Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

2. Menstruação marrom

A menstruação marrom geralmente é a perda de sangue semelhante a borra de café e, na maioria dos casos, não indica nenhum problema, aparecendo geralmente no fim do ciclo menstrual pois o sangue expelido é mais antigo e pode ficar descolorido, aparecendo amarronzado.

Porém, a menstruação marrom pode ocorrer em mulheres que usam implante de anticoncepcional no braço, quando trocam de pílula anticoncepcional oral por outra ou devido ao uso da pilula do dia seguinte.

Outras causas da menstruação marrom são estresse, pré-menopausa ou ovário policístico ou até mesmo um sinal de aborto. Saiba quando a menstruação marrom é sinal de alerta.

3. Menstruação irregular

A menstruação irregular ocorre quando a duração do ciclo menstrual, que geralmente varia de 21 a 35 dias, muda constantemente, fazendo com que a menstruação chegue mais cedo ou mais tarde.

De forma geral, após a puberdade, muitas mulheres desenvolvem um ciclo regular com um período de tempo semelhante entre as menstruações, mas que podem variar em alguns dias. No entanto, se a irregularidade entre as menstruações ocorrer todos os meses, pode ser indicativo de problemas como síndrome dos ovários policísticos, endometriose, mioma uterino, hipotireoidismo ou até por trocar de anticoncepcional. Conheça mais causas que podem levar à menstruação irregular.

10 principais alterações da menstruação

4. Pouca menstruação

A pouca menstruação, conhecida por hipomenorreia, é normal na mulher que toma anticoncepcional e também pode acontecer por um processo de envelhecimento natural da mulher e ser indicativo da pré-menopausa, não indicando nenhum problema ginecológico.

No entanto, em alguns casos como estresse, excesso de atividade física, estenose cervical ou alterações hormonais da síndrome de ovário policístico ou do hipertireoidismo, a menstruação pode ocorrer em pouca quantidade. Veja outras causas de pouca menstruação e o que fazer.

5. Menstruação abundante

A menstruação abundante, chamada cientificamente de menorragia, ocorre quando a mulher apresenta menstruação muito forte com sangramento mais intenso do que o normal, que pode ser causada por desequilíbrios nos níveis hormonais, principalmente progesterona e estrógeno.

Além disso, outras causas podem causar menstruação abundante como infecções vaginais, inflamação no colo do útero, hipotireoidismo, mioma uterino, uso do DIU de cobre, e, até mesmo mudanças na dieta ou excesso de atividades físicas.

Em todos os casos, deve-se procurar ajuda médica pois a perda excessiva de sangue pode levar a anemia, causando sintomas como fadiga e cansaço. Confira outros sintomas da menstruação abundante e como é feito o tratamento.

6. Menstruação curta

A duração da menstruação é de cerca de 4 a 7 dias, mas pode variar de mulher para mulher e, mesmo que se tenha apenas 3 dias de menstruação, que pode parecer curto período de tempo, isso pode ser uma situação normal, desde que a mulher tenha ciclos menstruais regulares.

No entanto, é importante que a mulher esteja atenta às alterações da menstruação, pois se a menstruação durava de 5 a 6 dias e passou a ter apenas 2 dias, pode ser indicativo de alterações hormonais, ovário policístico, estresse, ter sido causado pelo uso de anticoncepcional oral ou até indicar que a mulher está entrando na menopausa.

10 principais alterações da menstruação

7. Menstruação dolorosa

A menstruação dolorosa ocorre devido ao aumento das contrações do útero para eliminar o endométrio, que é a camada interna do útero, causando a cólica menstrual. Geralmente, é normal a mulher apresentar algum desconforto ou cólicas leves durante a menstruação devido a liberação de prostaglandinas, que são substâncias inflamatórias, que fazem o útero contrair.

No entanto, quando a cólica é muito forte e causa menstruação dolorosa, pode ser indicativo de problemas como endometriose, mioma uterino, doença inflamatória pélvica ou ovários policísticos, por exemplo. Saiba outras causas da menstruação dolorosa e como é feito o tratamento.

8. Menstruação com pedaços

A menstruação com pedaços ocorre quando o sangramento desce com coágulos devido às alterações hormonais, principalmente o aumento do estrógeno, que deixa o endométrio mais firme e quando descama durante a menstruação podem aparecer pedaços.

Essa situação geralmente é normal, mas em alguns casos pode ser causada por endometriose, anemia ou mioma, por exemplo. Veja outras causas de menstruação com pedaços e o que fazer.

Nos casos em que a mulher está grávida e tem esse tipo de sangramento com pedaços, pode ser indicativo de aborto espontâneo.

9. Sangramento fora do período menstrual

O sangramento fora do período menstrual, conhecida por metrorragia ou sangramento de escape, pode ocorrer quando nos três primeiros meses de uso do anticoncepcional, pois o corpo ainda está se adaptando ao à pílula, ou pode acontecer se a mulher se esquecer de tomar o anticoncepcional nos horários corretos, causando uma desregulação hormonal.

Porém, existem situações que podem causar sangramento fora do período menstrual como estresse, crescimento do útero ou do colo do útero, aborto espontâneo, infecções vaginais, desequilíbrio hormonal devido a problema no ovário ou da glândula tireóide, ou câncer uterino, do colo do útero ou do ovário, por exemplo. Veja outras causas do sangramento fora do período menstrual e quando ir ao médico.

10 principais alterações da menstruação

10. Menstruação prolongada

A menstruação prolongada, conhecida por menorragia ou hipermenorreia, é uma menstruação que dura mais de 7 dias, e pode ser causada por alterações hormonais normais da puberdade ou pré-menopausa, ou devido a endometriose, mioma ou hipotireoidismo, ou até por problemas específicos do sistema reprodutor feminino, como malformações.

Além disso, o uso de anticoagulantes, a presença de pólipos uterinos ou de uma gravidez ectópica, que é a gravidez que ocorre nas trompas, também podem causar uma menstruação ou sangramento prolongados.

Esta condição pode causar anemia levando a tonturas e fraquezas e deve ser tratada com os medicamentos indicados pelo ginecologista. Saiba como é feito o tratamento da menstruação prolongada.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Menorrhagia. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/17734-menorrhagia-heavy-menstrual-bleeding>. Acesso em 08 Mar 2021
  • MACHADO, Lucas V. Sangramento Uterino Disfuncional. Arq Bras Endocrinol Metab. 45. 4; 375-382, 2001
  • CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Heavy Menstrual Bleeding. Disponível em: <https://www.cdc.gov/ncbddd/blooddisorders/women/menorrhagia.html>. Acesso em 08 Mar 2021
  • MAYO CLINIC. Menorrhagia (heavy menstrual bleeding). . Acesso em 08 Mar 2021
  • PAKPREO, Ponrat. Pediatric Clinical Advisor: Dysfunctional Uterine Bleeding. 2. Elsevier, 2007. 177-178.
Mais sobre este assunto: