Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba como é feita e como entender o resultado da Biópsia do Útero

A biópsia do útero é um exame de diagnóstico utilizado para identificar possíveis alterações no tecido de revestimento do útero que possam indicar crescimento anormal do endométrio, infecções do útero e, até mesmo, câncer, sendo solicitada quando o ginecologista percebe alterações nos exames ginecológicos realizados pela mulher.

Além disso, a biópsia do útero pode ser indicada pelo médico quando a mulher apresenta alterações anormais do sistema reprodutor, como sangramento excessivo fora do período menstrual, dor pélvica ou dificuldade para engravidar, por exemplo.

A biópsia do útero pode ser dolorosa, já que consiste na retirada de pequena parte do tecido uterino, por isso o ginecologista pode aplicar anestesia local para diminuir o desconforto durante o procedimento.

Saiba como é feita e como entender o resultado da Biópsia do Útero

Como é feita a biópsia do útero

A biópsia do útero é um procedimento simples e rápido, que dura cerca de 5 a 15 minutos, e que é feito no próprio consultório do ginecologista:

  1. A mulher é colocada em posição ginecológica;
  2. O ginecologista insere um pequeno aparelho lubrificado na vagina, chamado de espéculo;
  3. O médico faz uma lavagem do colo do útero e aplica a anestesia local, podendo provocar uma pequena câimbra abdominal;
  4. O ginecologista insere outro aparelho na vagina, conhecido como colposcópio, para retirar um pequeno pedaço de tecido do útero.

O material coletado durante o exame é enviado para o laboratório para que seja analisado e sejam identificadas qualquer possível alteração no colo do útero. Entenda o que é e para que serve a biópsia.

Resultado da biópsia do útero

O resultado da biópsia é informado em um laudo que deve ser avaliado pelo ginecologista juntamente com o resultado de outros exames e sintomas que a mulher possa apresentar. O resultado é dito negativo ou normal quando não existem alterações nas células do útero ou qualquer outro tipo de lesão, além do útero apresentar a espessura necessária para o momento do ciclo menstrual em que a mulher se encontra.

O resultado é dito positivo ou anormal quando são identificadas alterações no tecido uterino, podendo ser indicativo de pólipo uterino, crescimento anormal do tecido do útero, câncer do colo de útero ou infecção por HPV, por exemplo. Veja como reconhecer os sintomas de infecção no útero.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem