Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como parar a diarreia mais rápido

Para parar a diarreia rapidamente, é recomendado consumir alimentos que sejam capazes de segurar o intestino, além de tomar bastantes líquidos, para repor a água e os sais minerais perdidos, e tomar probióticos para ajudar a repor a microbiota intestinal mais rapidamente, parando a diarreia.

Geralmente, a diarreia dura de 3 a 4 dias, porém, caso dure mais dias ou surjam outros sintomas, é importante ir ao médico, pois a diarreia pode estar a ser causada por uma infecção, que deve ser tratada com o uso de medicamentos.

Como parar a diarreia mais rápido

O que comer

Quando se tem diarreia, é importante que se consumam alimentos que sejam de fácil digestão, que ajudem a repor a flora intestinal, e que mantenham o organismo hidratado. Alguns exemplos desses alimentos são:

  • Sopas de legumes, creme de vegetais e batata;
  • Sucos de frutas naturais sem açúcar, água de coco, chá de maçã ou de folhas de goiaba;
  • Frutas como banana verde, goiaba ou maçã, em casca;
  • Puré de legumes, como batata, cenoura, mandioca, inhame, abobrinha ou abóbora;
  • Arroz branco, macarrão, pão branco, amido de milho, mingau em água e macarrão;
  • Frango, peru e peixe picado;
  • Iogurte natural ou kéfir;
  • Gelatina ou biscoito tipo cream cracker.

É importante que os legumes e as frutas sejam cozidas e sem casca, para evitar que as fibras aumentem os movimentos intestinais. Também se devem evitar os alimentos ricos em gordura e alimentos que irritam o intestino, como picante, molhos, pimenta, cubos de carne, snacks, bebidas alcoólicas, entre outros.

Além disso, também se devem repor os minerais perdidos durante a diarreia, através de soro caseiro ou de soluções de reidratação oral, que podem ser encontradas em farmácias. Saiba mais sobre o que comer, no vídeo seguinte:

Remédios para a diarreia

Existem vários medicamentos que podem ser usados para tratar a diarreia, mas só devem ser usados se forem receitados pelo médico, que deve levar em consideração a causa que possa estar na sua origem, o estado de saúde da pessoa, os sintomas apresentados e o tipo de diarreia que tem.

Alguns dos remédios que o médico pode recomendar são:

  • Probióticos, como o Floratil, Bifilac ou Bidrilac;
  • Racecadotrila, como o Avide ou Tiorfan, que contribuem para a redução de secreção de água no intestino, tornando as fezes mais duras;
  • Loperamida, como o Diasec, Intestin ou Kaosec, que reduzem os movimentos peristálticos do intestino, fazendo com que as fezes permaneçam mais tempo no intestino, proporcionando a absorção de água e tornando-as mais duras.

É importante que a pessoa evite tomar medicamentos como a racecadotrila ou a loperamida sem falar com o médico, porque se houver uma infecção associada, pode-se agravar a situação. Saiba mais sobre o tratamento e possíveis efeitos colaterais.

O que pode causar diarreia

A diarreia pode se causada por bactérias ou vírus presentes nos alimentos ingeridos, podendo ser acompanhada de febre. Quando pode ser identificada a presença de sangue nas fezes, recebe o nome de disenteria, que normalmente é causada pelas bactérias Salmonella sp., Shigella sp. e Campylobacter sp.

Além das infecções, conhecidas por gastroenterite ou intoxicação alimentar, a diarreia pode acontecer como consequência do uso de algum medicamento, principalmente antibióticos, ou devido a alguma alergia ou intolerância alimentar, em que sempre que a pessoa come determinado alimento, apresenta diarreia. Confira como identificar a alergia alimentar.

O nascimento dos primeiros dentes do bebê também podem causar diarreia e, por isso, quando um bebê de 6 a 8 meses tem diarreia mas não tem febre, os pais podem olhar a gengiva para verificar se está nascendo algum dentinho. Em caso de dúvida, é importante levar o bebê ao pediatra, para que possa ser identificada a causa da diarreia.

Quando ir ao médico

É aconselhado ir no médico quando a diarreia é muito forte, muito frequente, está acompanhada de febre ou intensa dor abdominal. Se a diarreia não passar em 2 dias, deve-se ir no médico, pois pode ser necessário o uso de medicamentos específicos, uma vez que a diarreia pode ser sintoma de algumas doenças que necessitam de tratamento.

Quando a pessoa apresenta frequentes casos de diarreia, deve marcar uma consulta com um gastroenterologista, porque pode ter alguma alteração no intestino, que deve ser tratada. Além disso, a diarreia intensa pode causar outros problemas como as fissuras anais, que devem ser tratadas usando pomadas cicatrizantes.

Bibliografia >

  • ÁLVAREZ María Luisa et al. Nutrición en pediatría . 2ª. Caracas, Venezuela: Cania, 2009. 694-696.
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E CONTROLE. Orientação nutricional para a diarreia. 2019. Disponível em: <http://www.saude.campinas.sp.gov.br/especialidades/nutricao/Orientacao_nutricional_para_Diarreia_FO1224.pdf>. Acesso em 03 Dez 2019
  • MAHAN, L. Kathleen et al. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13.ed. São Paulo: Elsevier Editora, 2013. 352-364.
  • EDUFBA. Manual Básico para Atendimento Ambulatorial em Nutrição. 2008. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/sqj2s/pdf/villela-9788523208998.pdf>. Acesso em 03 Dez 2019
  • MORAES, Antônio C.; CASTRO, Fernando M.M. Diarreia aguda. JBM. Vol.102, n.21. 21-28, 2014
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem