Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como reconhecer uma crise de ansiedade e o que fazer

Julho 2020

A crise de ansiedade é uma situação em que a pessoa apresenta grande sensação de angústia e insegurança, de forma que pode ter seus batimentos cardíacos aumentados e a sensação de que algo, que foge do seu controle, poderá acontecer. 

Quando uma crise de ansiedade se instala o que se pode fazer é tentar organizar os pensamentos rapidamente e evitar pensar no pior para impedir que uma crise de pânico se instale.

Assinale a seguir os sintomas que apresenta e saiba se pode estar sofrendo uma crise de ansiedade:

  1. 1. Sentiu-se nervoso, ansioso ou no limite?
  2. 2. Sentiu que ficava cansado facilmente?
  3. 3. Teve dificuldade em adormecer ou permanecer a dormir?
  4. 4. Teve dificuldade em parar de se sentir preocupado?
  5. 5. Teve dificuldade em relaxar?
  6. 6. Sentiu-se tão preocupado que foi difícil ficar parado?
  7. 7. Sentiu-se facilmente irritável ou chateado?
  8. 8. Sentiu medo como se algo muito mau fosse acontecer?
Imagem que indica que o site está carregando

Estes sintomas ocorrem devido ao aumento do hormônio adrenalina na corrente sanguínea, que é algo normal quando a pessoa enfrenta um momento importante, mas se estes sintomas tornarem-se constantes, a pessoa pode estar sofrendo de uma ansiedade generalizada que deve ser tratada adequadamente com sessões de psicanálise e, por vezes, toma de medicamentos para acalmar. Saiba reconhecer todos os sintomas físicos e psicológicos da ansiedade.

Como reconhecer uma crise de ansiedade e o que fazer

O que fazer numa crise de ansiedade

O tratamento para crise de ansiedade depende da gravidade e da frequência com que os sintomas aparecem. Algumas dicas que podem ajudar a aliviar os sintomas relacionados com a crise de ansiedade são:

  • Praticar atividade física, pois assim é possível que sejam produzidos neurotransmissores que ajudam a promover a sensação de bem estar e relaxamento, ajudando a aliviar os sintomas;
  • Respirar lentamente, isso porque quando a respiração é mais lenta e a pessoa presta atenção ao ritmo é possível desviar a atenção e acalmar;
  • Beber um chá com propriedades calmantes, como chá de camomila, valeriana ou tília, que ajudam a acalmar e aliviar os sintomas da crise de ansiedade. Confira mais opções de chás calmantes;
  • Exprimir as suas emoções, ou seja, grite e/ou chore caso tenha vontade pois assim é possível aliviar os sentimentos acumulados;
  • Descansar, pois em alguns casos a crise de ansiedade pode estar relacionada com questões de trabalho e estudo e, ao descansar, é possível "desligar" a mente, o que pode diminuir os sintomas relacionados com a crise;
  • Conversar com algum amigo próximo ou família, pois também ajuda a aliviar os sintomas da crise de ansiedade.

No entanto, caso as crises de ansiedade sejam frequentes, é importante que o psicólogo seja consultado, pois assim é possível identificar a causa das crises, o que ajuda a diminuir a frequência e promover a sensação de bem estar e qualidade de vida da pessoa. Além disso, em alguns casos, o psicólogo pode indicar também a consulta com o psiquiatra para que seja recomendado o uso de medicamentos que ajudem a aliviar os sintomas de ansiedade.

Como diferenciar uma crise de ansiedade de um infarto

Existem algumas semelhanças entre os sintomas de uma crise de ansiedade e um infarto, por isso, é importante saber distinguir estes sintomas, de forma a evitar ficar ainda mais ansioso com a preocupação do que possa estar a acontecer.

Geralmente, durante uma crise de ansiedade, existe um motivo para que a pessoa tenha estes sintomas, como passar pelo término de uma relação, discutir com alguém, ou apresentar algo em público, por exemplo, e a dor no peito é menos intensa que numa situação de infarto. Além disso, passado algum tempo do início da crise de ansiedade, os sintomas vão desaparecendo, e o corpo começa a relaxar, enquanto que durante um infarto, os sintomas tendem a piorar ao longo do tempo.

Assista ao vídeo seguinte, em que são explicadas com mais detalhes as diferenças entre os sintomas de uma crise de ansiedade e de um infarto:

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem