Diafragma contraceptivo: o que é, como usar e vantagens

O diafragma é um método contraceptivo de barreira que tem como objetivo impedir que o espermatozoide entre em contato com o óvulo, evitando a fecundação e, consequentemente, a gravidez.

Esse método contraceptivo consiste em um anel flexível, envolto por uma camada fina de silicone ou borracha, que deve ter o diâmetro adequado ao tamanho do colo do útero e, por isso, é importante que a mulher consulte o ginecologista para que seja feito o exame do toque e, assim, possa ser indicado o diafragma mais adequado.

O diafragma pode ser utilizado por até 2 anos, sendo recomendado trocar após esse período. Além disso, é indicado que seja colocado antes da relação sexual, junto com um pouco de gel espermicida, e retirado após cerca de 6 a 8 horas da relação sexual, para que haja segurança de que os espermatozoides não sobrevivam.

Diafragma contraceptivo: o que é, como usar e vantagens

Como colocar

O diafragma é bastante simples de colocar e deve ser colocado cerca de 15 a 30 minutos antes da relação sexual, sendo recomendado sempre utilizar um gel espermicida, seguindo os seguintes passos:

  1. Colocar o gel espermicida no diafragma e dobra-lo com a parte redonda para baixo;
  2. Introduzir o diafragma na vagina com a parte redonda para baixo;
  3. Empurrar o diafragma e ajustá-lo para ficar corretamente colocado.

Em alguns casos, a mulher pode colocar um pouco de lubrificante para facilitar a colocação do diafragma. Após a relação sexual, esse contraceptivo deve ser retirado após cerca de 6 a 8 horas, pois é o tempo médio de sobrevivência do espermatozoide. No entanto, é importante não deixar por mais tempo, pois caso contrário pode haver o favorecimento de infecções.

Depois de retirado, o diafragma deve ser lavado com água fria e sabão neutro, secado naturalmente e guardado na sua embalagem, podendo ser reutilizado por cerca de no máximo 2 anos. No entanto, caso seja verificado um furo ou uma rachadura, esteja ficando enrugado ou caso a mulher engravide ou ganhe peso, o diafragma deverá ser substituído.

Quando não é indicado

O uso do diafragma não é indicado quando a mulher apresenta alguma alteração no útero, como prolapso, ruptura uterina ou alteração na posição, ou quando possui a musculatura da vagina mais fraca, pois nesses casos o diafragma pode não ficar posicionado corretamente e, portanto, não ser eficaz.

Além disso, o uso desse método contraceptivo não é indicado para mulheres virgens ou que tenham alergia ao látex, além de não ser recomendado durante o período menstrual, pois pode haver acúmulo de sangue no útero, favorecendo o desenvolvimento de inflamação e infecção.

Vantagens do diafragma

O uso do diafragma pode possuir algumas vantagens para a mulher, podendo ser indicado pelo ginecologista quando a mulher não pode fazer uso da pílula anticoncepcional ou apresenta muitos efeitos colaterais com o seu uso. Assim, as principais vantagens do uso do diafragma são:

  • Prevenção contra a gravidez;
  • Não tem efeitos colaterais hormonais;
  • O uso pode ser interrompido a qualquer momento;
  • É fácil de ser usado;
  • Raramente é sentido pelo parceiro;
  • Pode ter uma duração de até 2 anos;
  • Não consegue entrar no útero ou se perder no corpo da mulher.

Por outro lado, o uso do diafragma também pode ter algumas desvantagens, como necessidade de higienização a cada uso e de troca do diafragma quando houver ganho de peso, além de também estar associado a uma chance de falha de 10% e irritação vaginal.

Além disso, o diafragma não protege contra doenças sexualmente transmissíveis, e por isso, no caso de ter vários parceiros, é melhor usar a camisinha para evitar possíveis infecções.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • RICHARD, Allen. Diaphragm Fitting. American Family Physician. Vol.69. 1.ed; 97-100, 2004
  • FACULTY OF SEXUAL AND REPRODUCTIVE HEALTHCARE. FSRH Clinical Guideline: Barrier Methods for Contraception and STI Prevention. 2015. Disponível em: <https://www.fsrh.org/standards-and-guidance/documents/ceuguidancebarriermethodscontraceptionsdi/>. Acesso em 30 Set 2021
Mais sobre este assunto: