Dieta para diabetes: o que comer e o que evitar

A dieta para diabetes tem a finalidade de diminuir o consumo de alimentos com carboidratos simples, como açúcar refinado e mel; ricos em farinha refinada, como pão e macarrão brancos; de gorduras, como frituras e manteiga; e proteínas como carnes, ovos e queijos, pois a ingestão excessiva destes alimentos pode estimular o aumento do açúcar no sangue, causando o desequilíbrio da diabetes.

Na dieta para diabetes deve ser priorizado o consumo de alimentos ricos em fibras, como frutas com casca, vegetais frescos e cereais integrais, que devem ser ingeridos com moderação, pois mesmo sendo saudáveis, têm carboidratos que, em excesso, aumentam o açúcar do sangue. Assim como deve-se preferir a ingestão de gorduras saudáveis como azeite, e carnes magras, como peixes brancos e frango. 

Além disso, é importante manter de 4 a 6 refeições por dia, com intervalo de 2 a 4 horas para evitar a hipoglicemia, que é quando os níveis de açúcar no sangue ficam muito baixos, podendo causar tonturas, desmaios e até convulsões. Além dos intervalos entre as refeições, é recomendado que a pessoa com diabetes inicie os exercícios físicos no máximo 2 horas após as refeições, para evitar a hipoglicemia durante as atividades.

Dieta para diabetes: o que comer e o que evitar

Alimentos que devem ser priorizados

Os alimentos que devem ser priorizados na dieta para diabetes são aqueles ricos em fibras, proteínas magras e gorduras boas, como:

  • Grãos integrais: principalmente a farinha de trigo integral, o arroz e o macarrão integrais, flocos de aveia e quinoa;
  • Leguminosas: como feijão, soja, grão-de-bico, lentilha e ervilha;
  • Legumes em geral: preferindo os frescos, como alface, tomate, rúcula, acelga, abóbora, vagem, cebola;
  • Carnes magras: peixes brancos, frango, carne bovina magra, como músculo e patinho;
  • Frutas em geral: priorizando as frescas e inteiras ou em pedaços, como laranja, mamão, pera, abacaxi, pêssego e tangerina;
  • Gorduras boas: de frutas como abacate e coco, e óleos vegetais como azeite extra virgem, óleo de abacate e manteiga;
  • Oleaginosas: castanhas, amendoim, avelãs, nozes e amêndoas;
  • Leite e derivados: de preferência as versões desnatadas e sem adição de açúcar, como leite desnatado, iogurte natural desnatado, queijos brancos como ricota, queijo de Minas e cottage.
Dieta para diabetes: o que comer e o que evitar

Quantidade recomendada de frutas

Embora devam ser incluídas na dieta, as frutas devem ser consumidas em pequenas quantidades por quem tem diabetes, pois possuem açúcar natural. A recomendação é de 1 porção de fruta por refeição, que funciona nas seguintes quantidades:

  • 1 unidade média de frutas inteiras, como maçã, banana, laranja, tangerina e pera;
  • 2 fatias finas de frutas grandes, como melancia, melão, mamão e abacaxi;
  • 1 mão cheia de frutas pequenas, dando cerca de 8 unidades de uvas ou cerejas, por exemplo;
  • 1 colher de sopa de frutas secas, como uva passa, ameixa ou damasco.

Além disso, é importante evitar o consumo de frutas juntamente com outros alimentos ricos em carboidratos, como tapioca, arroz branco, pães e doces. Veja mais dicas de frutas recomendadas para diabetes.

Alimentos que devem ser evitados

Dieta para diabetes: o que comer e o que evitar

Os alimentos que devem ser evitados na dieta para diabetes são aqueles ricos em açúcar ou carboidratos simples, como:

  • Açúcar e doces em geral;
  • Mel, geleia de frutas, compotas, marmelada, produtos de confeitaria e pastelaria;
  • Doces em geral, chocolates e guloseimas;
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos industrializados, achocolatados;
  • Tubérculos em geral, como batata, batata doce, macaxeira e inhame, pois têm elevada concentração de carboidratos e devem ser consumidos em pequenas porções;
  • Carnes processadas, como presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, bacon, mortadela e salame;
  • Bebidas alcoólicas, como cervejas, vinhos e destilados.

A batata yacon, apesar de ser um tubérculo, é muito baixa em calorias e rica em fibras prebióticas, ajudando a diminuir e controlar o açúcar no sangue, podendo ser consumida por diabéticos. Conheça mais sobre a yacon e como consumir.

É importante também ler os ingredientes dos rótulos dos produtos antes de consumir, porque o açúcar pode aparecer escondido com nomes como glicose, xarope de glicose ou de milho, frutose, maltose, maltodextrina ou açúcar invertido, por exemplo. Veja outros alimentos que aumentam o risco da diabetes.

Exemplo de cardápio para diabéticos

A tabela a seguir traz um exemplo de um cardápio de 3 dias para a diabetes:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

1 xícara de café sem açúcar + 1 fatia de pão integral + omelete de 1 ovo

1 copo de café sem açúcar com leite desnatado + ½ mamão papaia + 1 ovo mexido 

1 iogurte natural desnatado + 1 fatia de pão integral + 1 fatia de queijo ricota

Lanche da Manhã

1 maçã + 10 castanhas de caju

1 copo de suco verde + 2 castanhas do Pará

1 banana amassada + 1 colher de sopa de flocos de aveia

Almoço/Jantar

2 cols de sopa de arroz integral + 3 cols de sopa de feijão + 1 peito de frango grelhado + acelga e cenoura ralada, refogados no azeite + 1 laranja inteira

Peixe ao forno com azeite + 2 colheres de sopa de batata, brócolis e couve flor + 1 pera com casca

1 pegador de macarrão integral com carne moída e molho de tomate caseiro + salada com alface, tomate e batata yacon ralada crua + 2 fatias finas de melão

Lanche da Tarde

1 iogurte natural desnatado + 1 tangerina

1 copo de vitamina de abacate com leite desnatado, adoçado com adoçante

1 xícara de café sem açúcar + 1 fatia de bolo integral caseiro + 2 nozes

Este cardápio é somente um exemplo a ser incluído na dieta. Para um melhor tratamento da diabetes, é fundamental receber a orientação de um nutricionista para uma avaliação completa e a elaboração de uma dieta mais personalizada.

Assista o vídeo e veja mais dicas da nossa nutricionista sobre como se alimentar:

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Alimentos gordurosos aumentam a glicemia?. 2017. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/lidia-diabetes/2017/09/18/alimentos-gordurosos-aumentam-glicemia/>. Acesso em 02 Jun 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Manual de Nutrição: pessoa com Diabetes. 2009. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/publico/pdf/manual-nutricao-publico.pdf>. Acesso em 02 Jun 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. A batata yacon e o diabetes. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/21-dr-rodrigo-o-moreira/373-a-batata-yacon-e-o-diabetes>. Acesso em 03 Jun 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diabetes Mellitus. 2006. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diabetes_mellitus.PDF>. Acesso em 02 Jun 2021
  • DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA E A ÁREA TÉCNICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - DAB - SPS - MINISTÉRIO DA SAÚDE.. Guia alimentar para pessoas com diabetes tipo 2. 2001. Disponível em: <http://189.28.128.100/nutricao/docs/geral/guia_diabetes.pdf>. Acesso em 02 Jun 2021
Mais sobre este assunto: