Dieta para gastrite e úlcera

A dieta para a gastrite e úlcera é baseada em alimentos saudáveis, incluindo frutas e vegetais frescos, e cereais integrais, como arroz integral, macarrão integral e pão integral, que facilitam a digestão, evitando a produção excessiva do ácido no estômago e prevenindo sintomas como azia, enjoo, vômito e dor.

Durante a dieta para gastrite e úlcera é recomendado também priorizar proteínas com baixo teor de gordura, como frango sem pele, ovos, peixes de carne branca e tofu

Além disso, é fundamental evitar alimentos industrializados, como molhos prontos, refrigerantes, biscoitos e alimentos com alto teor de gordura, como salsicha, linguiça, frituras e comidas do tipo fast food.

Dieta para gastrite e úlcera

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos na dieta para gastrite são aqueles de fácil digestão e pobres em gorduras, como:

  • Frutas em geral, devendo-se evitar frutas ácidas como limão, laranja, morango e abacaxi, caso apareça refluxo ou dor ao consumir esses alimentos;
  • Vegetais em geral, podendo-se utilizar legumes cozidos durante períodos de crise e dor, pois são mais fáceis de digerir;
  • Carnes magras, sem gordura, frango e peixes, de preferência assados, grelhados ou cozidos;
  • Laticínios com baixo teor de gordura, como leite desnatado, iogurte desnatado e queijos brancos, como ricota e cottage;
  • Grãos integrais, como pão integral, arroz integral e macarrão integral;
  • Chás, como cidreira, camomila e alfazema;
  • Café descafeinado;
  • Temperos naturais, como ervas finas, salsinha e coentro.

Além disso, as leguminosas, como feijão, lentilha, grão de bico e tremoços também são boas opções para incluir na dieta para gastrite e úlcera.

Cardápio da dieta para gastrite e úlcera

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dietas para o tratamento de gastrite e úlcera:

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da Manhã150 ml de suco de melancia + 1 fatia de pão integral com omelete com 1 ovo1 xícara de chá de camomila + 2 ovos mexidos + 1 fatia pequena de mamãovitamina de mamão com leite desnatado + 1 fatia de pão com queijo minas 
Lanche da manhã1 maçã vermelha + 5 castanhas de caju1 banana amassada com 1 col de sopa de aveia1 fatia média de melão + 2 castanhas do Pará
Almoço/Jantar3 col de sopa de arroz integral + 2 col sopa de feijão + 2 col. sopa de abóbora picada cozida + peito de frango grelhado1 posta de peixe assado no forno com batata, vagem, cebola e um fio de azeite1 pires de macarrão integral com molho de tomate caseiro + 150 g de tofu grelhado + 1 prato de sobremesa de salada de alface, rúcula e espinafre, temperada com 1 col sopa de azeite
Lanche da Tardeiogurte natural desnatado + 1 col de sopa de mel + 1 col de sopa de aveiaVitamina com 1 col sopa de abacate picado + 150 ml de leite desnatado1 xícara de chá de alfazema + 1 fatia de pão integral com 2 fatias médias de ricota

Este cardápio é apenas um exemplo do que se pode comer durante as crises de gastrite e úlcera, que pode variar de acordo com o peso atual e o estado geral de saúde ide cada um. Por isso, é aconselhado passar por uma consulta com um nutricionista para uma avaliação completa e elaborar um plano alimentar personalizado.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados são aqueles de difícil digestão, como os processados, ricos em aditivos, gordura e conservantes que irritam o estômago, como:

  • Carnes processadas: salsicha, linguiça, bacon, presunto, peito de peru, salame, mortadela;
  • Queijos amarelos e processados, como cheddar, catupiry, minas e provolone;
  • Bebidas com cafeína, como chá verde, café , refrigerantes do tipo cola, chá mate e chá preto;
  • Temperos prontos, como molhos, ketchup, mostarda, temperos em cubos e caldos de carne;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Açúcar e doces em geral;
  • Alimentos gordurosos, como bolos, sorvetes, salgados, comida do tipo fast food e biscoitos;
  • Farinhas brancas, como arroz branco, farofa, tapioca, macarrão branco e pão branco;
  • Proteínas com muita gordura, como carnes gordas, pele de frango, fígado e peixes gordos, como salmão e atum.

Além disso, as frutas ácidas como limão, laranja e abacaxi também devem ser evitadas, caso surjam sintomas como azia ou dor no estômago após o seu consumo.

A dieta para gastrite, embora siga algumas regras, pode apresentar muitas variações, dependendo da tolerância de cada paciente e da presença ou não das crises. Além disso, se gastrite aparece principalmente em momentos de estresse ou tensão, pode indicar uma gastrite nervosa. Veja os principais sintomas e como tratar a gastrite.

Receitas para dieta contra gastrite

1. Fruta assada

Uma boa opção para o café da manhã ou lanche da tarde é comer uma fruta cozida ou assada.

Como fazer: Colocar numa assadeira 6 maçãs ou 6 peras dispostas lado a lado e adicionar 3/4 xícara de água. Levar ao forno por aproximadamente 30 minutos ou até que a fruta fique macia. Pode-se adicionar 1 pau de canela no meio da maçã ou da pera para ficar mais saboroso.

2. Gelatina natural 

A gelatina é fresca sendo uma boa opção de sobremesa para as principais refeições.

Como fazer: Adicionar 1 pacote de gelatina sem sabor à 200 ml copo de suco de melancia e levar à geladeira por cerca de 2 horas. 

3. Caldo de peixe

O caldo de peixe é uma excelente opção para um jantar leve, e deve ser consumido não muito quente. 

Ingredientes:

  • 500g de filé de peixe em cubos (tilápia, pacu, merluza, cação);
  • Suco de 1 limão;
  • Sal à gosto;
  • 1 cebola média picada;
  • 3 dentes de alho picado;
  • 1 colher de sopa de azeite;
  • 1 tomate picado;
  • 2 batatas médias;
  • Cheiro verde a gosto.

Modo de preparo:

Temperar o peixe com limão e sal à gosto e deixar marinar por 15 minutos. Numa panela, dourar a cebola e o alho no azeite. Adicionar a batata, o tomate, um pouco de água e deixar cozinhar. Após, acrescentar o peixe e deixar cozinhar por mais alguns minutos. Por último adicionar o cheiro verde picado, desligar o fogo e reservar.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Karla S. Leal, Nutricionista - em Novembro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Novembro de 2021.

Bibliografia

  • INTERNATIONAL FOUNDATION FOR GASTROINTESTINAL DISORDERS. Diet Changes for GERD (gastroesophageal reflux disease). 2014. Disponível em: <https://aboutgerd.org/treatment/diet-lifestyle-changes/diet-changes-for-gerd/>. Acesso em 02 Nov 2021
  • REVISTA DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA. Doença do refluxo gastroesofágico: tratamento não farmacológico. 2012. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ramb/a/H5rHmySgjghkZ7HWMwjc3nd/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em 04 Out 2021
Mais sobre este assunto: