Dificuldade para engolir:principais causas e tratamento

A dificuldade para engolir, cientificamente chamada disfagia ou deglutição prejudicada, pode ser causada tanto por alterações nervosas quanto por situações relacionadas ao esôfago ou garganta, como esclerose múltipla, AVC, miastenia gravis e distrofia muscular, por exemplo. É importante que a causa seja identificada para que possa ser iniciado o tratamento adequado e, assim, se tenha melhora na qualidade de vida da pessoa.

A dificuldade para engolir pode ser bastante desconfortável para a pessoa e resultar em deficiências nutricionais. Por isso, é importante que seja identificada a causa e iniciado o tratamento adequado, que pode envolver a realização de exercícios sob orientação do fonoaudiólogo, para fortalecer os músculos relacionados com a deglutição, realização de cirurgia ou mudança na dieta.

Dificuldade para engolir:principais causas e tratamento

Principais causas

Apesar de parecer simples, o ato de engolir é complexo e altamente coordenado entre o cérebro e os músculos presentes na garganta e no esôfago. Por isso, qualquer alteração relacionada ao cérebro ou ao músculos envolvidos na deglutição podem causar dificuldade para engolir, como por exemplo:

  • Doenças neurológicas como Parkinson, esclerose múltipla, AVC;
  • Distúrbios emocionais como depressão ou ansiedade;
  • Espasmo esofágico;
  • Miastenia gravis;
  • Dermatomiosite;
  • Distrofia muscular;
  • Tumor na tireoide ou no pescoço;
  • Lesão no esôfago.

Além disso, outra situação que pode interferir no processo de deglutição é a acalásia, que é uma alteração caracterizada pela ausência de movimentos peristálticos no esôfago que empurram o alimento em direção ao estômago e pelo estreitamento do esfíncter no esôfago, resultando na dificuldade para engolir. Saiba mais sobre a acalásia.

Como é feito o tratamento

O tratamento para acalásia deve ser orientado pelo médico de acordo com a causa da dificuldade para engolir. Na maioria dos casos, ao realizar o tratamento direcionado para a causa, é possível haver melhora no processo de deglutição.

No entanto, em alguns casos, o tratamento da causa pode não ser suficiente, sendo importante que a pessoa tenha cuidados com a alimentação para evitar engasgamentos, devendo a alimentação ser maioritariamente pastosa.

Além de mudança na alimentação, podem ser realizados exercícios que melhoram o processo de deglutição através do fortalecimento dos músculos responsáveis por esse processo, uso de alguns medicamentos ou cirurgia para alargar o esôfago, por exemplo. Veja mais detalhes do tratamento para a dificuldade de engolir.

O que comer quando se tem dificuldade para engolir

É importante que os alimentos consumidos por quem tem dificuldades para engolir sejam triturados, devendo acrescentar líquido para alcançar a consistência de purê, e coados após a trituração. Alimentos frios como iogurte, sorvetes e vitaminas podem também aliviar a dor ao deglutir.

Se a pessoa não tem muito apetite recomenda-se que ao almoço e jantar sejam oferecidos um prato único que contenha carne, peixe ou ovos, e vegetais para que com um só volume pequeno se ofereça todos os nutrientes básicos e variados. Boas opções são as sopas com carne batidas no liquidificador e os purês de legumes com ovo ou carne moída.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: