Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor no lado esquerdo das costas: o que pode ser e o que fazer

Normalmente a dor nas costas do lado esquerdo acontece devido a situações comuns do dia a dia, como carregar objetos pesados, ter má postura ou fazer movimentos muito repetitivos, que acabam por causar lesões musculares ou até mesmo a compressão de alguns nervos. Essas situações geralmente podem ser tratadas em casa com alguns cuidados, como fazer repouso e aplicar compressas quentes, por exemplo.

No entanto, a dor nas costas também pode ser um indicativo de alguma situação mais grave, como cálculos renais ou fraturas nas costelas, especialmente quando a dor é muito intensa ou dura muitos dias. Nesses casos há a necessidade de consultar com um médico para identificar a causa correta e iniciar o tratamento adequado.

Dor no lado esquerdo das costas: o que pode ser e o que fazer

A seguir estão as principais causas de dor no lado esquerdo das costas e o que fazer em cada caso:

1. Lesão muscular

A maior parte das dores das costas tem origem muscular, já que a coluna é a base de sustentação do corpo. Esse tipo de dor geralmente ocorre depois de atividades físicas, após a realização de serviços que exijam força, como levantar e transportar objetos pesados, bem como pela má postura, sendo que até o fato de permanecer por muito tempo em pé ou sentado pode acabar lesionando a coluna e gerando dor nas costas. Esse tipo de dor também pode ser causada por pancadas na região. 

A dor muscular geralmente piora com a movimentação, traz a sensação de dor em forma de peso ou aperto, sendo que pode acabar afetando as atividades cotidianas pelo desconforto que causa.

O que fazer: existem algumas formas para aliviar a tensão muscular das costas. Uma delas é a aplicação de uma compressa morna na região durante 15 minutos, duas vezes por dia e aplicar pomada anti-inflamatória como Calminex, Gelol ou Diclofenaco, também conhecido como Voltaren ou Cataflan.

Além disso, também é importante evitar fazer esforços nesse período para que os sintomas da lesão sejam aliviados mais rápido. Técnicas como acupuntura têm se mostrado eficientes no combate as dores nas costas. A longo prazo é também importante manter uma postura correta no dia a dia, bem como realizar alongamentos para diminuir a tensão muscular e aliviar o desconforto. Veja outras formas de aliviar a dor por lesão muscular.

2. Compressão de nervos

A dor de origem nervosa pode desencadear uma dor intensa que pode ser sentida por choques ou fisgadas. Um exemplo que causa esse tipo de dor é a presença de hérnia de disco, já que nessa condição o disco invertebral acaba por comprimir as raízes nervosas que saem da medula espinhal. Essa dor geralmente aparece no meio das costas, mas pode acometer o lado esquerdo já que vai irradiando para os lados na região dorsal. Entenda melhor o que é hérnia de disco, os sintomas e como tratar

Outro tipo de compressão de nervos que causa dor nas costas ocorre quando o nervo ciático é afetado, o qual inflama em função de alterações na coluna, como a própria hérnia de disco, e os sintomas são de sensação de formigamento, pontadas ou choque que irradiam do fundo das costas até a perna e o pé. Em pessoas idosas esse processo pode acontecer pelo próprio desgaste da coluna. Conheça um pouco mais sobre a dor no nervo ciático.

O que fazer: é recomendado que aplicar uma compressa morna na região dolorida e não ficar por muito tempo na mesma posição. Caso a dor persista e se mantenha por mais tempo, pode ser necessário consultar o ortopedista para a realização de um raio-X ou ressonância, para identificar o tipo e local da lesão e iniciar outros tipos de tratamento como o uso de medicamentos, a fisioterapia ou ainda a quiropatia.

Dor no lado esquerdo das costas: o que pode ser e o que fazer

3. Pedra nos rins 

O cálculo renal, popularmente conhecido como pedra nos rins, é um fator que desencadeia dor nas costas, pois causa a famosa cólica renal, que é caracterizada por uma dor forte e intensa que chega a impedir a pessoa de caminhar ou se mexer, já que não melhora com repouso nem em posições específicas, podendo irradiar-se para ambos os lados, esquerdo e/ou direito. Veja mais sintomas de pedras nos rins. 

O que fazer: a pedra nos rins requer tratamento recomendado por um nefrologista, urologista ou clinico geral, o qual indica medicamentos analgésicos e antiespasmódicos. Por isso, caso a dor não melhore ou seja muito intensa é recomendado ir a um pronto-socorro para que sejam administrados medicamentos na veia.

No caso de pessoas que já estão fazendo algum tipo de tratamento para a pedra nos rins, se a dor for leve, deve-se manter o repouso, fazer uma hidratação adequada, ter alguns cuidados com a alimentação e tomar os analgésicos indicados pelo médico. Veja quais os cuidados de alimentação para quem tem pedra nos rins.

4. Fissura ou fratura das costelas

Quando aparece uma dor em um dos lados das costas de inicio súbito ou até uma dor mais leve que permanece por semanas e acaba por enfraquecer a região, pode ser indicativo de que houve uma fratura. Um sintoma clássico é a dificuldade ao respirar devido a dor.

Este tipo de fratura é mais comum em idosos pelo enfraquecimento dos ossos que acontecem por pequenas pancadas ou até pelo próprio desgaste. Os atletas também estão suscetíveis a essa condição em função das pancadas, principalmente em esportes de alto impacto, como luta ou futebol.

O que fazer: caso exista suspeita de uma fratura nas costelas é recomendado consultar com um médico ou ir ao pronto- socorro para realizar exames, como Raio-X de tórax, para confirmar o quadro e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é feito com analgésicos para aliviar a dor enquanto se recupera da fratura. Veja alguns cuidados importantes para aliviar os sintomas durante o tratamento de fratura de costelas e evitar complicações.

5. Infarto

Embora o infarto possa causar dor nas costas do lado esquerdo, essa é uma situação mais rara. Isso porquê o infarto inicialmente causa uma dor muito intensa no peito que vai irradiando para o braço e ombro esquerdo. Essa dor nas costas é caracterizada como uma pontada de forte intensidade que pode dar a impressão de um mau jeito que vai piorando com esforços. 

O infarto afeta principalmente pessoas idosas ou que convivem com condições crônicas não tratadas como pressão alta, colesterol alto e diabetes.

O que fazer: em casos de suspeita de infarto deve-se chamar imediatamente o SAMU ligando para o número 192 ou levar a pessoa para um pronto-socorro rapidamente. Confira os passos de primeiros socorros que devem ser seguidos ao desconfiar de um caso de infarto.

Outras causas menos comuns

Além dos problemas indicados anteriormente, existem outras causas que podem provocar dor no lado esquerdo das costas mas que são menos comuns:

  • Câncer nos ossos;

  • Escoliose;

  • Inflamação da membrana que cobre o pulmão;

  • Osteoporose.

Uma vez que existem várias causas que podem levar a dor nas costas é importante ficar atento a algumas características que ajudem o médico a chegar ao diagnóstico. Dentre elas, a quantidade de vezes que a dor aparece, se é frequente ou não, se é aguda ou contínua, se algo melhora ou piora os sintomas como, por exemplo, tomar algum medicamento, mudar a postura, urinar/defecar e, no caso das mulheres, se está associada à menstruação.

Por que é comum dor nas costas na gravidez?

A dor nas costas entre as gestantes é muito comum e acontece em função das adaptações do próprio corpo, já que, para conseguir suportar o tamanho do bebê há um rearranjo de toda a área abdominal, onde os músculos enfraquecem e acabam por forçar mais os nervos da coluna vertebral. Segundo estudos, essas dores são mais comuns na região lombar e frequentes em gestantes adolescentes.

Assista ao vídeo para saber algumas formas de combater a dor nas costas na gravidez:

Bibliografia >

  • FERREIRA, Gustavo D. et al. Prevalência de dor nas costas e fatores associados em adultos do Sul do Brasil: estudo de base populacional. Revista Brasileira de Fisioterapia. Vol.15. 1.ed; 31-36, 2011
  • SILVA, Marcelo Cozzensa; FASSA, Anaclaudia Gastal; VALLE, Neiva Cristina Jorge. Dor lombar crônica em uma população adulta do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. Cadernos de Saúde Pública. Vol.20, n. 2. 2004
  • GUETERRES, Andreza et al. Prevalência e fatores associados a dor nas costas dos motoristas e cobradores do transporte coletivo da cidade de Pelotas-RS. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol.16, n. 3. 240-245, 2011
  • MARTING, Roseny Flávia; SILVA, João Luiz Pinto. Prevalência de dores nas costas na gestação. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol.51, n. 3. 2005
  • COSTA, Jéssica Emanoela Galdino; LIMA, Denis Vieira; FRIGO, Lúcio. Avaliação da dor lombar e do controle motor da região lombopélvica em lutadores de jiu-jitsu. Publicatio UECG: ciências biológicas e da saúde. Vol. 19, n.2. 103-113, 2013
  • BASTOLS, Marcus Gomes; BREGMAN, Rachel; KIRSZTAJN, Gianna Mastroianni. Doença renal crônica: frequente e grave, mas também prevenível e tratável. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol. 56 n. 2. 2010
  • VIALLE, Luis Roberto, et al. Hérnia discal lombar. Revista Brasileira de Ortopedia. Vol. 45, n. 1. 2010
  • PIRES, Liana. Guia: Tudo sobre dor nas costas. 1.ed. São Paulo: On Line Editora, 2016.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem