Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

11 causas de dor no joelho e o que fazer

A dor no joelho é um sintoma que pode surgir devido ao desgaste da articulação, ao excesso de peso ou às lesões esportivas, como aquelas que podem acontecer no jogo de futebol ou durante uma corrida, por exemplo.

Porém, quando a dor no joelho impede o caminhar ou piora ao longo do tempo, pode ser sinal de um problema mais grave, como rompimento dos ligamentos, osteoartrite ou cisto de Baker, que podem ser confirmados através de exames como o raio-x ou tomografia computadorizada.

No entanto, a dor no joelho, na maioria dos casos, não é grave e pode ser tratada em casa com a aplicação de gelo 2 vezes por dia, nos primeiros 3 dias a partir do início da dor. Além disso, a utilização de faixa elástica no joelho durante todo o dia ajuda a imobilizá-lo, diminuindo a dor enquanto se espera pela consulta. 

11 causas de dor no joelho e o que fazer

A principais causas de dor no joelho são:

1. Lesão por trauma

A lesão por trauma no joelho pode ocorrer por um tombo, contusão, pancada, torção no joelho ou fratura, por exemplo. Nestes casos, a dor pode surgir em todo o joelho ou em regiões específicas de acordo com o local da lesão.

O que fazer: no caso de lesões leves, sem fratura, pode-se fazer repouso e usar compressa de gelo por 2 a 3 vezes ao dia durante 15 minutos. No entanto, em casos mais graves, como fratura, deve-se procurar ajuda médica imediatamente para iniciar o tratamento mais adequado. A fisioterapia também pode ser recomendada para ajudar na recuperação e aliviar a dor, mesmo em casos leves

2. Rompimento de ligamento

A ruptura de ligamento do joelho pode ocorrer por entorse provocada por uma pancada forte ou torção do joelho durante uma mudança súbita de direção, por exemplo. O tipo de dor geralmente indica qual ligamento foi rompido:

  • Dor lateral no joelho: pode indicar lesão nos ligamentos cruzado anterior, posterior ou ligamento coronário;
  • Dor no joelho ao esticar a perna: pode indicar rompimento do ligamento patelar;
  • Dor no joelho na parte interna: pode indicar lesão no ligamento colateral medial;
  • Dor profunda, bem no meio do joelho: pode ser ruptura dos ligamentos cruzado anterior ou posterior.

Geralmente, quando o rompimento do ligamento é leve não é preciso nenhum tratamento específico, mas deve ser sempre avaliado por um ortopedista ou fisioterapeuta.

O que fazer: pode-se fazer compressas de gelo 3 a 4 vezes ao dia por 20 minutos durante 3 a 4 dias, repouso, uso de muletas para não sobrecarregar os joelhos, elevar a perna para evitar o inchaço e usar uma faixa elástica no joelho afetado. Em casos mais graves, é importante procurar atendimento médico que deverá imobilizar o joelho com tala por 4 a 6 semanas e, se necessário, fazer cirurgia. Veja outras opções de tratamento para ruptura nos ligamentos do joelho.

3. Tendinite

A tendinite é uma inflamação em um tendão do joelho e o tipo de dor varia com a localização do tendão:

  • Dor na frente do joelho: indica inflamação no tendão patelar;
  • Dor na lateral do joelho: indica inflamação no tendão  iliotibial;
  • Dor na parte interna do joelho: indica inflamação nos tendões da pata de ganso. 

Geralmente, um dos sintomas característicos de tendinite é a dor no joelho ao esticar a perna e é mais comum em atletas, devido ao impacto de atividades físicas como corrida, ciclismo, futebol, basquete ou tênis. Além disso, pode ocorrer por desgaste natural da articulação, sendo também frequente em idosos.

O que fazer: deve-se fazer repouso e usar uma faixa elástica no joelho afetado. Colocar compressas de gelo por 15 minutos, 2 a 3 vezes ao dia, pode ajudar a aliviar a dor e combater a inflamação. É importante consultar um ortopedista para melhor avaliação e tratamento com anti-inflamatórios como ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo. Além disso, pode-se fazer fisioterapia para fortalecimentos dos músculos do joelho e evitar desenvolver tendinite novamente. Veja outras formas de tratar a tendinite no joelho

11 causas de dor no joelho e o que fazer

4. Bursite

A bursite é a inflamação da bursa que é uma pequena bolsa que contém líquido e funciona como um amortecedor, além de reduzir a fricção entre os ossos, os tendões e os músculos das articulações. 

O joelho tem 11 bursas e geralmente atividades como dobrar o joelho ou ajoelhar repetidamente, esportes como jiu-jitsu, futebol e voleibol, quedas ou pancadas podem causar irritação e inflamação da bursa provocando a bursite pré-patelar que causa dor na parte superior do joelho e inchaço. 

Além disso, a obesidade ou artrose podem ocasionar a bursite anserina, também chamada de bursite da pata de ganso, que causa dor no joelho na parte interna logo abaixo à articulação.

O que fazer: deve-se fazer repouso e compressa de gelo por 15 minutos, 2 a 3 vezes ao dia. Além disso, a bursite por ser uma inflamação deve ser tratada com anti-inflamatórios por via oral como ibuprofeno ou diclofenaco, por exemplo, ou o médico pode fazer injeção de corticóide direto na bursa. Outros tratamentos incluem fisioterapia e cirurgia. Confira exercícios que podem ser feitos para evitar a bursite no joelho

5. Osteoartrose 

A osteoartrose, ou artrose, no joelho é uma doença reumática que causa degeneração da cartilagem do joelho, diminuindo a qualidade, a quantidade e espessura dessa cartilagem, provocando dor crônica. 

Esta doença pode impactar nas atividades do dia a dia por causar dor no joelho ao caminhar, ao final do dia, por ficar muito tempo de pé ou dor no joelho ao subir escada, por exemplo.

O que fazer: é importante consultar um ortopedista pois o tratamento deve ser feito com analgésicos como o paracetamol ou anti-inflamatórios como ibuprofeno ou diclofenaco. Além disso, também são recomendadas sessões de fisioterapia e, em alguns casos, o médico pode fazer injeções de corticóide ou ácido hialurônico no joelho afetado. Veja como pode ser feita a fisioterapia para osteoartrose.

6. Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença autoimune, inflamatória e crônica que provoca rigidez, dor e inchaço nas articulações. A dor no joelho ao acordar pode ser causada pela artrite reumatoide, sendo que a dor é mais intensa durante os primeiros minutos da manhã e melhora com movimento. 

Além disso, a dor no joelho que surge com inchaço mas sem ter sido provocada por um trauma pode indicar artrite reumatoide.

O que fazer: pode-se usar analgésicos e anti-inflamatórios para o alívio da dor mas deve-se fazer acompanhamento com reumatologista para avaliar a evolução da doença e com fisioterapeuta para melhorar a movimentação do joelho. Saiba mais sobre o tratamento da artrite reumatóide.

11 causas de dor no joelho e o que fazer

7. Síndrome da banda iliotibial

A síndrome da banda iliotibial causa dor na lateral do joelho e é muito comum em praticantes de corrida, ciclistas ou outros esportes que necessitem dobrar o joelho repetidamente. Geralmente, essa síndrome está relacionada à fraqueza e má flexibilidade muscular ou erros de treinamento com intensidades e volumes inadequados, além das condições em que se pratica o esporte como o terreno, tipo de tênis ou postura inadequada, por exemplo. Esse tipo de dor não deve ser ignorada pois pode piorar com o tempo. 

O que fazer: pode-se utilizar pomada anti-inflamatória 2 a 3 vezes ao dia ou colocar compressa gelada por 15 minutos. É importante, antes de praticar qualquer atividade física, investir em atividades de fortalecimento muscular como musculação ou alongamentos, sempre com a orientação de um educador físico. No entanto, se a dor na lateral do joelho acontecer quando já se pratica atividade física, o ideal é consultar um ortopedista para correto diagnóstico e tratamento com anti-inflamatórios como diclofenaco ou ibuprofeno, por exemplo, além de fisioterapia para fortalecer os músculos. Saiba como curar a síndrome da banda iliotibial.

8. Lesão no menisco

A dor no joelho ao dobrar a perna, dor na parte interna do joelho, dor ao subir escada, dor ao agachar ou dor dentro do joelho, por exemplo, pode ser indicativo de lesão no menisco que é um disco que funciona como uma almofada ou amortecedor dentro do joelho. Geralmente, as lesões no menisco são causadas por atividades físicas como judô, jiu-jitsu ou pela degeneração natural, que é o envelhecimento do menisco e que pode começar por volta dos 40 anos de idade. 

O que fazer: deve-se fazer repouso e evitar atividades que movimentem muito o joelho, além de fisioterapia para fortalecer a musculatura do joelho. Em alguns casos, o médico também pode fazer injeções de corticóide ou ácido hialurônico no joelho. Nos casos mais graves pode ser indicada a cirurgia.

9. Problemas na patela

Outras causas comuns da dor no joelho são os problemas na patela, como a condropatia patelar, que é o desgaste da articulação em volta da patela ou a condromalácia patelar, que é o amolecimento da cartilagem da patela. Geralmente, as causas dos problemas na patela são envelhecimento, obesidade, pé chato ou esportes como corrida, por exemplo.

As lesões na patela podem causar dor no joelho ao agachar ou dor no joelho ao descer escadas, além de sensação de que o joelho está saindo do lugar.  

O que fazer: para praticantes de corrida, o aconselhado é mudar de esporte temporariamente para natação ou hidroginástica até ter a musculatura do joelho fortalecida. A fisioterapia pode ajudar no fortalecimento do joelho e após o alívio da dor, pode-se fazer musculação orientada por educador físico. Além disso, o médico pode fazer injeção de ácido hialurônico no joelho e, nos casos mais graves, pode ser recomendada cirurgia.

11 causas de dor no joelho e o que fazer

10. Cisto de Baker

O cisto de Baker, também conhecido com cisto poplíteo, é um caroço que se forma atrás do joelho na articulação devido ao acúmulo de líquido e causa dor na parte de trás do joelho, inchaço, rigidez e dor ao dobrar o joelho, que pioram com atividade física. As causas do cisto de Baker são osteoartrite ou artrite reumatóide, por exemplo. 

O que fazer: deve-se fazer repouso e consultar um ortopedista para aspirar líquido do cisto ou fazer injeção de corticóide diretamente no cisto. No caso do cisto romper, o tratamento é cirúrgico. Saiba mais como tratar o cisto de Baker.

11. Doença de Osgood-Schlatter

A doença de Osgood-Schlatter é uma inflamação no tendão da patela e está relacionada ao crescimento rápido, podendo ocorrer em crianças de 10 a 15 anos. Geralmente, a dor ocorre após atividades físicas como futebol, basquete, vôlei ou ginástica olímpica, por exemplo, e podem causar a dor na parte de baixo do joelho que melhora com o repouso.

O que fazer: deve-se fazer repouso, limitando as atividades físicas que causam a dor. Pode-se fazer compressa de gelo por 15 minutos, 2 a 3 vezes ao dia ou aplicar pomadas anti-inflamatórias no local da dor. Além disso, é importante fazer acompanhamento com o ortopedista. 

Alimentação para dor no joelho

Enriquecer a alimentação diária com alimentos com propriedades anti-inflamatórias, como salmão, gengibre, cúrcuma, açafrão, alho macerado ou sementes de chia, ajudam a complementar o tratamento da dor no joelho e a prevenir dor em outras articulações. Saiba mais exemplos de alimentos anti-inflamatórios que deve consumir em maior quantidade em dias de dor.

Além disso, deve-se evitar alimentos muito açucarados, pois agravam a inflamação em qualquer parte do corpo. 

11 causas de dor no joelho e o que fazer

Tratamento alternativo para dor no joelho 

Normalmente, a dor no joelho pode ser tratada com anti-inflamatórios receitados pelo ortopedista, como Diclofenaco ou Ibuprofeno, ou cirurgia para substituição de porções danificadas do joelho. Porém, pode ser adotado um tratamento alternativo para dor no joelho, especialmente por quem tem estômago sensível aos anti-inflamatórios e inclui:

  • Homeopatia: utilização de remédios homeopáticos, como Reumamed ou Homeoflan, receitados pelo ortopedista, para tratar a inflamação do joelho causada por artrite ou tendinite, por exemplo;
  • Acupuntura: esta técnica pode ajudar no alívio da dor no joelho relacionada a artrite, osteoartrose ou traumas, por exemplo;
  • Compressas: colocar compressas quentes com 3 gotas de óleo essencial de sálvia ou alecrim 2 vezes por dia, a partir do 3º dia de surgimento dos sintomas;
  • Repouso do joelho: consiste em enfaixar o joelho, principalmente quando é necessário permanecer muito tempo em pé.

Além disso, deve-se evitar correr ou caminhar sempre que a dor no joelho estiver presente, não pegar em peso e sentar em cadeiras altas, para não forçar os joelhos ao levantar.

O tratamento alternativo para dor no joelho não deve substituir o tratamento indicado pelo médico, uma vez que pode piorar o problema que causou a dor no joelho.

Quando ir ao médico

É importante consultar o ortopedista ou um fisioterapeuta quando:

  • A dor durar mais de 3 dias, mesmo após repouso e aplicação de compressas geladas;
  • A dor é muito intensa ao fazer atividades diárias como passar roupa de pé, levar a criança no colo, caminhar ou subir escadas;
  • O joelho não dobra ou faz barulho ao movimentar;
  • O joelho se encontra deformado;
  • Surgirem outros sintomas como febre ou formigamento;

Nestes casos, o ortopedista pode pedir um exame de raio-x ou uma ressonância magnética para fazer o diagnóstico do problema e recomendar o tratamento adequado.

Bibliografia >

  • MAYO CLINIC. Knee pain. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/knee-pain/symptoms-causes/syc-20350849>. Acesso em 04 Nov 2020
  • FARROKHI, Shawn; et al. The influence of knee pain location on symptoms, functional status and knee-related quality of life in older adults with chronic knee pain: data from the Osteoarthritis Initiative. Clin J Pain. 32. 6; 463–470, 2016
  • GOLDMAN, Daryl T.; et al. Current Concepts and Future Directions of Minimally Invasive Treatment for Knee Pain. Curr Rheumatol Rep . 2018 Jul 23;20(9):5. 23. 9; 54, 2018
  • CIRCI, E.; et al. Treatment of Osgood-Schlatter disease: review of the literature. Musculoskelet Surg. 101. 3; 195-200, 2017
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem