Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Endometriose intestinal: o que é, sintomas e tratamento 

A endometriose intestinal é uma doença na qual o endométrio, que é o tecido que reveste a parte interna do útero, cresce no intestino dificultando seu bom funcionamento e causando sintomas como a alteração dos hábitos intestinais e dor abdominal intensa, especialmente durante a menstruação.

Quando as células do endométrio são encontradas apenas na parte externa do intestino, a endometriose intestinal é chamada de superficial, mas quando penetram na parede interna do intestino, é classificada como endometriose profunda.

Nos casos mais leves, em que o tecido endometrial não se espalhou muito, o tratamento indicado pelo médico consiste no uso de remédios hormonais, no entanto, nos casos mais graves, o médico pode recomendar a realização de cirurgia para reduzir a quantidade de tecido endometrial e, assim, aliviar os sintomas.

Endometriose intestinal: o que é, sintomas e tratamento 

Principais sintomas

Na maioria dos casos, a endometriose intestinal não causa sintomas, mas quando estão presentes, algumas mulheres podem relatar:

  • Dificuldade para evacuar;
  • Dor no abdome durante o contato íntimo;
  • Dor na parte inferior do abdome;
  • Diarreia persistente;
  • Dor persistente durante a menstruação;
  • Presença de sangue nas fezes.

Quando os sintomas da endometriose intestinal existem, podem piorar durante a menstruação, mas como também é comum que apareçam fora do período menstrual são frequentemente confundidos com outros problemas intestinais. 

Desta forma, caso exista a suspeita de endometriose intestinal, é indicado consultar um gastroenterologista para que seja confirmado o diagnóstico e iniciado o tratamento o mais rápido possível, pois nos casos mais graves, o endométrio pode crescer de forma exagerada e obstruir o intestino, causando prisão de ventre grave, além de fortes dores.

Possíveis causas

A causa da endometriose intestinal não é totalmente conhecida, mas durante a menstruação o sangue com células endometriais pode, ao invés de ser eliminado pelo colo do útero, retornar no sentido contrário e atingir a parede do intestino, além de poder também afetar os ovários, causando a endometriose ovariana. Saiba quais os sintomas e como tratar a endometriose no ovário

Além disso, alguns médicos associam a ocorrência da endometriose intestinal com cirurgias anteriores feitas no útero, o que pode acabar espalhado células do endométrio na cavidade abdominal e afetando o intestino. Entretanto, mulheres que têm familiares próximos, como mãe ou irmã, com endometriose intestinal, podem ter mais risco de desenvolver a mesma doença.

Como confirmar o diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico de endometriose intestinal, o gastroenterologista indicará exames de imagem como o ultrassom transvaginal, tomografia computadorizada, videolaparoscopia ou enema opaco, que ajudarão também a descartar outras doenças intestinais que podem ter sintomas semelhantes como os da síndrome do intestino irritável, apendicite e doença de Crohn, por exemplo. Veja como estes exames são feitos para diagnosticar a endometriose intestinal.

Como é feito o tratamento

O tratamento para endometriose intestinal deve ser indicado pelo gastroenterologista de acordo com os sintomas apresentados pela pessoa e gravidade da endometriose, sendo na maioria dos casos indicada a realização de cirurgia para retirar o tecido endometrial localizado no intestino, o que ajuda a aliviar os sintomas.

A maioria das cirurgias são realizadas sem grandes cortes, apenas por laparoscopia com a introdução dos instrumentos cirúrgicos através de pequenos cortes na barriga. Mas em algumas situações pode ser necessário a cirurgia tradicional em que é feito uma incisão maior no abdômen, mas esta escolha só é feita após a análise das áreas do intestino que estão afetadas pela endometriose. Confira mais sobre a cirurgia para endometriose

Após a cirurgia pode ser necessário que o tratamento continue por meio de medicamentos anti-inflamatórias e reguladores hormonais como pílulas, adesivos, injeções anticoncepcionais ou uso do DIU, além de ser necessário seguir o acompanhamento com ginecologista e fazer exames regularmente para monitorar a recuperação e observar de o tecido endometrial não volta a crescer no intestino.

Bibliografia >

  • EVERY DAY HEALTH. What Is Bowel Endometriosis?. Disponível em: <https://www.everydayhealth.com/endometriosis/bowel-endometriosis/>. Acesso em 08 Out 2019
  • MEDICAL NEWS TODAY. Bowel endometriosis: What to know. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/323962.php>. Acesso em 08 Out 2019
  • GALAZIS, Nicolas et al . Bowel endometriosis. BMJ Case Rep. 10. 1-4, 2014
  • EVERY DAY HEALTH. Endometriosis Treatments and Therapies. Disponível em: <https://www.everydayhealth.com/endometriosis/guide/treatment/>. Acesso em 08 Out 2019
  • ENDOMETRIOSIS UK. Endometriosis and Bowel. Disponível em: <https://www.endometriosis-uk.org/endometriosis-and-bowel>. Acesso em 08 Out 2019
  • WOLTHUIS, Albert M et al . Bowel endometriosis: Colorectal surgeon’s perspective in a multidisciplinary surgical team. World J Gastroenterol. 42. 15616–15623, 2014
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem