Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser enjoo constante e o que fazer

O enjoo, também chamado de náuseas, é o sintoma que faz com que ocorra a ânsia de vômito e quando este sinal é constante pode indicar condições específicas, como a gravidez e uso de determinados medicamentos, como a quimioterapia, por exemplo.

Alguns problemas de saúde também podem causar enjoo constante como labirintite, refluxo gastroesofágico, ansiedade e intolerância alimentar e o tratamento para melhorar este sintoma depende da indicação de um médico. Nos casos em que o enjoo constante está associado ao surgimento de outros sintomas, como sangramento pela boca e febre, deve-se procurar atendimento médico imediatamente.

O que pode ser enjoo constante e o que fazer

Desta forma, as principais causas de enjoo constante podem ser:

1. Gravidez

Durante a gravidez ocorrem várias alterações hormonais, como o aparecimento da gonadotrofina coriônica, conhecida como hCG, o aumento do estrogênio e da progesterona e essas alterações levam ao surgimento de mudanças no corpo, como dor no seio, e também provocam sintomas como aversão a cheiros fortes, tonturas e enjoo constante.

O enjoo constante causado pela gravidez, ocorre principalmente entre a 7ª e 10ª semana, no entanto, pode durar por mais tempo, sendo que em alguns casos esse sintoma dura até o final da gravidez.

O que fazer: para melhorar os sintomas de enjoo constante durante a gravidez é importante ficar menos tempo com estômago vazio, evitando o jejum prolongado e tamb​​​​​​ém é necessário fazer o consumo de alimentos mais leves, menos gordurosos e evitar ingestão de líquidos nas primeiras duas horas após acordar.

Se o enjoo constante provoca vômitos e não passa é recomendado consultar o obstetra para indicar medicamentos antieméticos apropriados para grávidas. E ainda, a água com gengibre é um remédio natural indicado para grávidas que têm enjoo constante. Saiba melhor como aliviar o enjoo com gengibre.

2. Labirintite

A labirintite é uma inflamação que ocorre no nervo do labirinto, órgão que fica dentro da orelha, por causa de infecções por vírus, bactérias, fungos ou devido alguma lesão na região do ouvido. Esta condição também pode ser desencadeada pela ingestão de certos tipos de alimentos ou por viagens de barco, provocando sintomas como enjoo constante, sensação de tontura e zumbido no ouvido.

O diagnóstico de labirintite deve ser feito por um médico otorrinolaringologista através da história de saúde da pessoa, assim como do exame físico e da realização de exames como audiometria.

O que fazer: o tratamento para labirintite é recomendado pelo otorrinolaringologista e consiste no uso de medicamentos antieméticos, para aliviar o enjoo e a tontura e também pode ser feito com mudança dos hábitos alimentares, evitando alimentos que aumentam a inflamação e as tonturas, como açúcar e bebidas alcoolicas. Veja o que fazer para evitar as crises de tontura da labirintite.

3. Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é uma condição que acontece quando o conteúdo do estômago retorna para o esôfago e até para o boca, levando ao aparecimento de sintomas como enjoo constante, sensação de queimação na garganta ou no estômago, tosse seca e dor no peito. Veja outros sintomas de refluxo em adultos e bebês.

Este tipo de refluxo pode ocorrer porque a válvula que fica no esôfago não é capaz de impedir que o conteúdo do estômago retorne e isto surge quando a pessoa tem hérnia de hiato, por exemplo. Para diagnosticar o refluxo gastroesofágico é necessário consultar um gastroenterologista que irá solicitar exames, como endoscopia e pHmetria.

O que fazer: após confirmado o diagnóstico o médico poderá indicar um tratamento baseado no uso de medicamentos para diminuir a acidez do estômago, para melhorar a motilidade do esôfago e acelerar o esvaziamento do estômago. Neste caso, também deve-se evitar a ingestão de bebidas ricas em cafeína e o consumo de alimentos picantes.

4. Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que se caracteriza por ser recorrente e que piora quando a pessoa fica estressada, não se alimenta ou fica muito tempo em contato com a luz e odores muito fortes. Além da dor na cabeça, que pode ser pulsátil, a enxaqueca pode estar associada a enjoo constante, vômitos, tonturas e sensibilidade à luz.

Esta condição acontece principalmente com mulheres e as causas ainda não são bem definidas, porém surge devido a alterações no fluxo de sangue cerebral. Veja mais sobre as principais causas da enxaqueca.

O que fazer: quando os sintomas de dor de cabeça e enjoo forem constantes, por mais de 72 horas é recomendado procurar atendimento de um clínico geral ou neurologista para indicar o tratamento mais adequado que pode ser com medicamentos analgésicos, para aliviar a dor, e remédios específicos para enxaqueca, como o zolmitriptano. As crises também podem ser reduzidas com hábitos alimentares saudável, não ingestão de alimentos fortes e sessões de acupuntura.

Veja um vídeo com outras dicas de como evitar as crises de enxaqueca:

5. Ansiedade

A ansiedade trata-se de uma preocupação excessiva com situações que não aconteceram ou pelo medo exagerado que algum evento negativo ocorra. Esse sentimento pode causar sintomas físicos como aumento dos batimentos do coração, cansaço excessivo, enjoo constante e até dores musculares.

Para melhorar estes sintomas e reduzir a ansiedade é necessário mudar os hábitos do dia-a-dia, como praticar atividade física, fazer técnicas de relaxamento e meditação, realizar técnicas de aromaterapia, por exemplo. Veja mais o que fazer para combater o estresse e a ansiedade.

O que fazer: se mesmo com as mudanças de hábitos a pessoa se sentir ansiosa e continuar tendo enjoo constante e outros sintomas é necessário procurar ajuda de um profissional de psicologia, para realização de psicoterapia e consultar um psiquiatra, pois em casos mais graves o tratamento é baseado no uso de medicamentos ansiolíticos.

6. Uso de medicamentos

Alguns medicamentos podem levar ao aparecimento de enjoo constante, principalmente aqueles de uso contínuo como os antidepressivos, como sertralina e fluoxetina. Os corticoides, antibióticos e anti-inflamatórios tendem a aumentar a acidez do estômago e isto também pode causar enjoo constante.

Os medicamentos utilizados na quimioterapia e a realização de radioterapia para tratamento de câncer também podem causar enjoo constante e por isso, nestes casos, o médico já receita remédios antieméticos antes mesmo das sessões, para evitar que esses enjoos sejam muito fortes.

O que fazer: se ao tomar remédios a pessoa sentir enjoo constantemente é necessário consultar um clínico geral para verificar qual tratamento mais adequado e não deve-se abandonar o tratamento, principalmente o tratamento com antidepressivos, pois os efeitos colaterais tendem a sumir com o passar do tempo, inclusive o enjoo constante.

7. Intolerância alimentar

A intolerância alimentar é uma condição que ocorre quando o corpo reage a determinados tipos de alimentos e essa reação provoca sintomas físicos que podem ser enjoo constante, diarreia, inchaço e dor na barriga. Esta condição é diferente de alergia alimentar, pois em uma alergia o corpo leva a reações imediatas, como tosse, vermelhidão e coceira na pele.

Algumas pessoas podem desenvolver intolerância à lactose, por exemplo, que é o açúcar presente no leite de vaca e muito comum em diversos tipos de alimentos. Confira melhor como identificar a intolerância à lactose.

O que fazer: se uma pessoa observar que sente enjoo constante após comer ou beber algum tipo de alimento é recomendado consultar um médico gastroenterologista para confirmar o diagnóstico de intolerância alimentar, que pode ser feito por meio de exames de sangue. O tratamento para intolerância alimentar, consiste principalmente na retirada do alimento da dieta ou no uso de enzimas, como a lactase, que ajuda o corpo a absorver o açúcar do leite de vaca.

A seguir veja um vídeo com dicas importantes do que comer em caso de intolerância à lactose:

Quando ir ao médico

Geralmente, a presença do enjoo constante não indica doenças muito graves, no entanto, é importante procurar atendimento médico o quanto antes, se além deste sintoma surgem outros sinais como:

  • Sangramento pela boca;
  • Vômitos em excesso;
  • Febre;
  • Fraqueza;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito.

Estes sinais podem indicar outros problemas de saúde mais graves, como alterações no estômago e coração e por isso requerem que a pessoa se consulte o mais rápido possível com um médico.

Bibliografia >

  • ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE FISIOTERAPIA. Labirintite. 2010. Disponível em: <http://www.neuropt.org/docs/vsig-portuguese-pt-fact-sheets/labyrinthitis-labirintite.pdf?sfvrsn=7d0e6c21_2>. Acesso em 03 Fev 2020
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Refluxo gastroesofágico. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2575-refluxo-gastroesofagico>. Acesso em 03 Fev 2020
  • BMJ. Labirintite. Disponível em: <https://bestpractice.bmj.com/topics/pt-br/72>. Acesso em 03 Fev 2020
  • AMORIM, Ana; FERREIRA, Ana Rita R.; CARRAPIÇO, Eunice. Ginger for the treatment of nausea and vomiting of pregnancy: evidence-based review. Acta Obstet Ginecol Port. Vol.7, n.2. 103-108, 2013
  • FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES BRASILEIRAS DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. Êmese da gravidez. 2018. Disponível em: <https://www.febrasgo.org.br/media/k2/attachments/SeyrieZ-ZEmeseZnaZGravidezZ-ZwebZ-ZversoZfinal.pdf>. Acesso em 03 Fev 2020
  • WANNMACHER, Lenita; FERREIRA, Maria Beatriz C. Enxaqueca: mal antigo com roupagem nova. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vol.1, n.8. 1-6, 2004
  • ZUARDI, Antonio W. Características básicas do transtorno de ansiedade generalizada. Medicina (Ribeirão Preto, Online.). Vol.50, n.1. 51-55, 2017
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem