Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 exames para diagnosticar a endometriose

Em caso de suspeita de endometriose, o ginecologista pode indicar a realização de alguns exames para avaliar a cavidade uterina e o endométrio, como o ultrassom transvaginal, ressonância magnética e dosagem do marcador CA 125 no sangue, por exemplo. No entanto, nos casos em que os sintomas são muito intensos, o médico pode indicar a realização de exames que permitam avaliar outras partes do corpo e assim verificar a gravidade da endometriose.

A endometriose é caracterizada pela presença de tecido endometrial, que é o tecido que reveste internamente o útero, em locais fora do útero, como no peritônio, ovários, bexiga ou nos intestinos, por exemplo. Normalmente o ginecologista pede estes exames quando há suspeita da doença por haver sintomas como cólicas menstruais muito intensas e de caráter progressivo, dor durante o contato íntimo ou dificuldade para engravidar. 

5 exames para diagnosticar a endometriose

Os exames que normalmente são pedidos para fazer o diagnóstico da endometriose incluem:

1. Exame ginecológico

O exame ginecológico pode ser realizado na investigação e diagnóstico da endometriose, devendo o ginecologista observar a vagina e útero com o espéculo. Além disso, de acordo com as características observadas, pode ser também realizada a observação do reto com o objetivo de procurar cistos, o que pode ser indicativo de endometriose intestinal.

2. Ultrassom pélvica ou transvaginal

O exame de ultrassom é um dos primeiros exames realizados na investigação da endometriose, podendo ser pélvico ou realizado por via transvaginal. Para fazer esse exame é recomendado esvaziar completamente a bexiga, pois assim é possível visualizar melhor os órgãos.

O exame de ultrassom é muito útil também no diagnóstico da endometriose ovariana, em que o tecido endometrial cresce nos ovários, mas também consegue identificar a endometriose na bexiga, vagina e na parede do reto.

3. Exame de sangue CA 125

O CA 125 é um marcador que está presente no sangue e suja dosagem é normalmente solicitada para avaliar o risco da pessoa desenvolver câncer ou cisto no ovário e endometriose, por exemplo, já que nessas situações os níveis de CA 125 no sangue estão elevados. Assim, quando o resultado do CA 125 é superior a 35 UI/mL é importante que o médico solicite outros exames para que seja possível confirmar o diagnóstico. Veja o que é o exame CA 125 e como entender o resultado.

4. Ressonância magnética

A ressonância magnética é solicitada quando há suspeita de massas ovarianas que precisam ser melhor avaliadas, além de também ser indicada com o objetivo de investigar a endometriose profunda, que afeta também o intestino. Esse exame pode mostrar as fibroses espalhadas e as alterações na pelve, no tecido subcutâneo, na parede abdominal, e até mesmo na superfície do diafragma. 

5. Videolaparoscopia

A videolaparoscopia é o melhor exame para identificar a endometriose porque não deixa nenhuma dúvida da doença, no entanto não é o primeiro exame a ser realizado, já que se trata de um exame mais invasivo, além de que é possível concluir o diagnóstico por meio da realização de outros exames.

Além de poder ser indicado no diagnóstico da endometriose, a videolaparoscopia pode também ser solicitado para acompanhar a evolução da doença e verificar se está havendo resposta ao tratamento. Entenda como é feita a videolaparoscopia.

Exames complementares

Existem outros exames complementares que também podem ser solicitados, como uro ressonância ou ecoendoscopia retal, por exemplo, os quais ajudam a observar melhor os locais onde o tecido do endométrio está crescendo para que dessa forma o melhor tratamento possa ser iniciado, que pode ser feito com a pílula contínua, durante 6 meses. Neste período, o médico pode voltar a repetir a laparoscopia para avaliar a evolução da doença. 

Nos casos mais graves, pode ser necessária a realização de cirurgia para retirar o tecido que está crescendo fora do útero, podendo provocar infertilidade se os órgãos pélvicos também forem retirados. Veja como é feita a cirurgia para endometriose.

Bibliografia >

  • NICE. Endometriosis: diagnosis and management. 2017. Disponível em: <https://www.nice.org.uk/guidance/ng73/resources/endometriosis-diagnosis-and-management-pdf-1837632548293>. Acesso em 07 Out 2019
  • ENDOMETRIOSIS UK. Getting diagnosed with endometriosis. Disponível em: <https://www.endometriosis-uk.org/getting-diagnosed-endometriosis>. Acesso em 07 Out 2019
  • MAYO CLINIC. Endometriosis: diagnosis & treatment. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/endometriosis/diagnosis-treatment/drc-20354661>. Acesso em 07 Out 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem