Gengibre: para que serve, como usar (e 5 dúvidas comuns)

O gengibre é uma raiz comestível que, quando adicionada na dieta, pode trazer vários benefícios para a saúde, desde ajudar a emagrecer até tratar má digestão, azia, enjoo, gastrite, resfriados, colesterol alto, pressão alta, tosse e problemas de circulação sanguínea, por exemplo.

Esta é uma planta medicinal que possui sabor apimentado e que, por isso, também pode ser usada para temperar os alimentos, diminuindo a necessidade de sal.

O nome científico gengibre é Zingiber officinalis e pode ser comprado em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, mercados e feiras livres, na sua forma natural, em pó ou em cápsulas.

Gengibre: para que serve, como usar (e 5 dúvidas comuns)

Para que serve

As propriedades do gengibre incluem sua ação anticoagulante, vasodilatadora, digestiva, anti-inflamatória, antiemética, analgésica, antipirética e antiespasmódica.

Confira os principais benefícios do gengibre para a saúde.

Informação nutricional do gengibre

A tabela a seguir traz as informações nutricionais de 100 gramas de gengibre cru e 1 colher de chá de gengibre em pó:

Componentes Gengibre cru (100 g)Gengibre em pó (1 colher de chá)
Energia80 calorias6 calorias
Proteína1,82 g0,16 g
Gorduras totais0,75 g0,08 g
Carboidratos17,7 g1,29 g
Fibras2 g0,3 g
Potássio415 mg24 mg
Cálcio16 mg2 mg
Ferro0,6 mg0,36 mg
Sódio13 mg0 mg
Zinco0,34 mg0,07 mg
Vitamina C5 mg0 mg
Vitamina B60,16 mg0,011 mg
Ácido fólico11 µg0 µg

Efeitos colaterais e contraindicações

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ser causados pelo gengibre incluem dores de estômago e sonolência, mas geralmente só ocorrem quando consumido em excesso.

O gengibre está contraindicado para pessoas alérgicas e para aquelas que utilizam remédios anticoagulantes, como a varfarina, porque pode aumentar o risco de hemorragias. Além disso, pessoas com pressão alta e que usam medicamentos para controlar a pressão só devem consumir gengibre de acordo com orientação médica, pois ele pode interferir com o efeito do remédio, descontrolando a pressão.

Durante a gravidez, a dose máxima de gengibre deve ser de 1g por dia e por um intervalo máximo de 3 dias seguidos.

Como usar o gengibre

O gengibre é muitas vezes utilizado para a preparação de chá, no entanto, é um alimento bastante versátil que pode ser usado em diferentes tipos de preparações, incluindo na culinária, já que tem um sabor apimentado que ajuda a temperar a comida.

Para preparar o chá de gengibre deve-se colocar de 2 a 3 cm de raiz de gengibre numa panela com 180 ml de água e deixar ferver por 5 a 10 minutos. Outra forma de preparar o chá consiste em adicionar 1 colher (de sopa) de gengibre ralado em 180 mL de água fervente e deixar repousar por 5 minutos. Depois, em ambos os casos, é só coar, deixar esfriar e beber até 3 vezes por dia. Veja para que serve o chá de gengibre.

Receitas com gengibre 

O gengibre pode ser utilizado em receitas doces e salgadas. A raiz picada fina ou ralada pode ser usada em molhos, chucrute, molho de tomate e em refeições orientais, por exemplo. Moído, pode ser usado em bolos, biscoitos, pães e bebidas quentes.

A seguir apresentamos algumas receitas saudáveis para utilizar o gengibre:

1. Suco de limão com gengibre e hortelã

Gengibre: para que serve, como usar (e 5 dúvidas comuns)

Esta receita é fácil de preparar e pode ser uma boa opção para refrescar nos dias de maior calor.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de cascas de limão;
  • 300 mL de suco de limão;
  • 1 colher de sopa de gengibre com casca;
  • 1 xícara de chá de hortelã;
  • 150 mL de água morna;
  • 1200 mL de água fria.

Modo de preparo

Preparar primeiro o chá de hortelã com as folhas e a água quente e a seguir bater todos os ingredientes no liquidificador, coar e servir gelado.

2. Carne moída com molho de gengibre

Gengibre: para que serve, como usar (e 5 dúvidas comuns)

Esta receita é simples, saborosa e pode ser usada para acompanhar o macarrão, como recheio de wraps ou pimentão assado, por exemplo.

Ingredientes

  • 500 g de carne moída;
  • 2 tomates maduros;
  • 1 cebola;
  • 1/2 pimentão vermelho;
  • Salsinha e cebolinho a gosto;
  • Gengibre moído à gosto;
  • 5 dentes de alho amassados;
  • 2 colheres de azeite;
  • 300 mL de água.

Modo de preparo

Colocar o alho e a cebola numa panela, juntamente com um pouquinho de óleo ou azeite até dourar. Acrescentar a carne e deixar alourar por alguns minutos, mexendo sempre. Aos poucos, adicionar 150 ml de água e os outros ingredientes até a carne começar a cozinhar e a pegar gosto. Verificar se a carne está cozinhando bem e acrescentar a água restante, deixando no fogo médio por aproximadamente 20 minutos ou até a carne estar bem cozida.

3. Água de gengibre

A água de gengibre é ótima para conferir mais sabor à água, e também ajudar a emagrecer. Veja mais benefícios da água de gengibre.

Ingredientes

  • Gengibre fatiado;
  • 1 L de água.

Modo de preparo 

Fatiar o gengibre e adicionar em 1 litro de água, e deixar repousar toda a noite. Tomar durante o dia, sem adoçar. 

Outra forma de consumir o gengibre é na forma de chá, que também garante os benefícios os benefícios da raiz para a saúde. Veja no vídeo a seguir como preparar o chá de gengibre:

Dúvidas comuns sobre o gengibre

1. Comer gengibre faz mal?

Quando consumido em excesso, o gengibre pode causar dores de estômago em pessoas com estômago sensível, crianças, e também pode causar sonolência. 

2. Gengibre afina o sangue? 

Comer gengibre de forma regular pode ajudar a 'afinar' o sangue, sendo útil em caso de pressão alta, por exemplo, mas deve ser evitado por pessoas que tomam remédios anticoagulantes como a varfarina, porque pode aumentar o risco de hemorragias.

3. Gengibre aumenta a pressão? 

O gengibre não aumenta a pressão e pode, aliás, melhorar a pressão arterial. No entanto, pessoas que usam medicamentos para controlar a pressão só devem consumir gengibre com orientação médica, pois pode interferir com o efeito do remédio. Entenda melhor como o gengibre influencia a pressão arterial.

4. Gengibre emagrece? 

A raiz de gengibre tem ação estimulante e, por isso, pode ajudar a aumentar o metabolismo e consequentemente o gasto energético do corpo, podendo ser útil para ajudar a emagrecer, especialmente se for acompanhado de uma dieta equilibrada e atividade física regular. 

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • PARK, Miri et al. Antibacterial activity of [10]-gingerol and [12]-gingerol isolated from ginger rhizome against periodontal bacteria. Phytotherapy Research . Vol.22. 11.ed; 1446-1449, 2008
  • AKIMOTO Miho et al . Anticancer Effect of Ginger Extract against Pancreatic Cancer Cells Mainly through Reactive Oxygen Species-Mediated Autotic Cell Death. Plos One. 10. 5; 1-22, 2015
  • SAYED Sami et al. Article Ginger Water Reduces Body Weight Gain and Improves Energy Expenditure in Rats. Foods. 38. 9; 1-14, 2020
  • NICACIO, L, S, Gabriela et al. Breve Revisão sobre as propriedades fitoterápicas do Zingber Officinale Roscoe - o gengibre. Periódicos PUC Minas. Vol.7. 2.ed; 74-80 , 2018
  • HASANI, Hossein; et al. Does ginger supplementation lower blood pressure? A systematic review and meta‐analysis of clinical trials. Phytotherapy Research. 1-9, 2019
  • BARRETO, C, Alice Maria et al. Efeitos do gengibre (Zingiber officinale) em pacientes oncológicos tratados com quimioterapia. Comunicação em Ciências da Saúde. Vol.22. 3.ed; 257-270, 2011
  • CONCEIÇÃO, Sara Figueirôa da Silva Martins. Efeitos do Gengibre, do Alho e do Funcho na Saúde. Dissertação de mestrado em Ciências Farmacêuticas, 2013. Universidade Fernando Pessoa.
  • CARVALHO, C, N, Gerdane et al . Efetividade do gengibre na redução de níveis metabólicos de pessoas com diabetes: ensaio clínico randomizado. Revista LAtino-Americana de Enfermagem. Vol.28. 3369.ed; 1-10, 2020
  • THOMSON Maggie et al. Effects of Ginger for Nausea and Vomiting in Early Pregnancy: A Meta-Analysis. The Journal of the American Board of Family Medicine. 27. 1; 115-122, 2014
  • BARTELS, Else Marie et al. Efficacy and safety of ginger in osteoarthritis patients: a meta-analysis of randomized placebo-controlled trials. Elsevier. Vol.23. 1.ed; 13-21, 2015
  • MEDEIROS, O, N, B, Raquel. Estudo da aplicação na área da saúde do gengibre, sua caracterização química . Mestrado integrado e ciências farmacêuticas, 2017. Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz.
  • CHANG, J. S.; et al. Fresh ginger (Zingiber officinale) has anti-viral activity against human respiratory syncytial virus in human respiratory tract cell lines. Journal of Ethnopharmacology. 145. 1; 145-151, 2013
  • PRASAD Sahdeo et al. Ginger and Its Constituents: Role in Prevention and Treatment of Gastrointestinal Cancer. Gastroenterology Research and Practice. 1-11, 2015
  • BODAGH Mehrmaz et al. Ginger in gastrointestinal disorders: A systematic review of clinical trials. Food Science & Nutrition. 7. 1; 96–108, 2019
  • JAKSEVICIUS Andrius et al. Inhibitory Effects of Culinary Herbs and Spices on the Growth of HCA-7 Colorectal Cancer Cells and Their COX-2 Expression. Nutrients. 9. 10; 1-22, 2017
  • ARABLOU Tahereh et al. The effect of ginger consumption on glycemic status, lipid profile and some inflammatory markers in patients with type 2 diabetes mellitus. International Journal of Food Sciences and Nutrition. 65. 4; 515-520, 2014
  • DING, Mingshuang; et al. The effectiveness and safety of ginger for pregnancy-induced nausea and vomiting: A systematic review. Women Birth. 26. 1; e26-30, 2013
  • LETE iñaki et al. The Effectiveness of Ginger in the Prevention of Naus. Integrative Medicine Insights. 11. 11-17, 2016
  • LETE, Iñaki ; ALLUÉ, José. The Effectiveness of Ginger in the Prevention of Nausea and Vomiting during Pregnancy and Chemotherapy. Integrative Medicine Insights. 11. 11-17, 2016
Mais sobre este assunto: