Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Coenzima Q10: o que é, para que serve e como usar

Julho 2020

A coenzima Q10, também conhecida por ubiquinona, é uma substância com propriedades antioxidantes e fundamental para a produção de energia nas mitocôndrias das células, sendo essencial para o funcionamento do organismo. 

Além de ser produzida no organismo, a coenzima Q10 também pode ser obtida a partir da ingestão de alimentos, como rebentos de soja, amêndoas, amendoins, nozes, legumes verdes, como espinafres ou brócolis, aves, carne e peixes gordos, por exemplo.

É muito importante manter níveis saudáveis desta enzima, devido às funções que desempenha no organismo, e aos benefícios que apresenta. Alguns dos benefícios da coenzima Q10 são:

Coenzima Q10: o que é, para que serve e como usar

1. Melhora a performance durante o exercício físico

A coenzima Q10 é fundamental para produzir energia (ATP) nas células, essencial para o funcionamento do organismo e para uma prática de exercício eficiente. Além disso, reduz o estresse oxidativo, que afeta a função muscular, melhorando a performance e reduzindo a fadiga.

2. Previne doenças cardiovasculares

A coenzima Q10 previne a formação de placas ateroscleróticas nas artérias, responsáveis pelo desenvolvimento de doenças cardiovasculares e contribui para melhorar a função cardíaca.

Algumas pessoas com colesterol elevado, que tomam remédios como estatina, podem sofrer uma diminuição de coenzima Q10 como efeito colateral. Nestes casos, é importante reforçar a sua ingestão através da alimentação ou de suplementos.

3. Previne o envelhecimento precoce

Devido às suas propriedades anti-oxidantes, a coenzima Q10, quando aplicada na pele, ajuda a protegê-la dos danos oxidativos causados pelos radicais livres, além de fornecer lhe energia. Além disso, a coenzima Q10 veiculada em cremes, ajuda também a  proteger dos danos do sol e do desenvolvimento de câncer de pele.

4. Melhora a função cerebral

Com o avanço da idade, os níveis de coenzima Q10 tendem a diminuir e a deixar as células mais suscetíveis a sofrer danos oxidativos, principalmente o cérebro, devido à presença de níveis elevados de ácidos gordos e oxigênio.

Assim, a suplementação com coenzima Q10, ajuda a repor os níveis saudáveis desta molécula, fornecendo energia às células do cérebro e evitando danos oxidativos, prevenindo assim a ocorrência de doenças como Alzheimer e Parkinson.

5. Melhora a fertilidade

Como já foi referido, com o avançar da idade, os níveis de coenzima Q10 no organismo vão diminuindo, deixando-o mais suscetível de sofrer danos oxidativos, mais especificamente, os espermatozoides e os óvulos. Assim, a suplementação com coenzima Q10, pode contribuir para melhorar a fertilidade, já que foi comprovado que protege o esperma do homem e os óvulos na mulher dos danos oxidativos.

6. Ajuda a prevenir o câncer

Devido às suas propriedades anti-oxidantes, a coenzima Q10 ajuda a proteger o DNA celular dos danos oxidativos, contribuindo para a prevenção do câncer.

Alimentos com coenzima Q10

Alguns dos alimentos ricos em coenzima Q10 são:

  • Legumes verdes, como espinafres e brócoli;
  • Frutas, como laranjas e morangos;
  • Leguminosas, como rebentos de soja e lentilha;
  • Frutas secas, com amendoim, nozes, pistacho e amêndoas;
  • Carnes, como carne de porco, frango e fígado;
  • Peixes gordos, como truta, cavala e sardinha.

É importante que a pessoa saiba que para usufruir dos benefícios da coenzima Q10, estes alimentos devem ser integrados numa dieta saudável e variada. Conheça outros alimentos ricos em anti-oxidantes.

Suplementos com coenzima Q10

Em alguns casos, quando recomendado pelo médico ou pelo nutricionista, pode ser benéfico tomar suplementos com coenzima Q10, que podem ser facilmente encontrados em farmácias. Existem diferentes suplementos com coenzima Q10, que podem conter apenas esta substância, ou ter uma associação com outras vitaminas e minerais, como é o caso do Reaox Q10 ou o Vitafor Q10, por exemplo.

Geralmente a dose recomendada pode variar entre 50 mg a 200 mg ao dia, ou a critério médico.

Além disso, já existem cremes com coenzima Q10 na composição, que ajudam a prevenir o envelhecimento precoce da pele.

Bibliografia >

  • OLIVEIRA, Catarina Isabel Alves. Aspetos Farmacológicos da Coenzima Q10. Tese de Mestrado, 2012. Universidade Fernando Pessoa.
  • DiNicolantonio, James J. et. al.. Coenzyme Q10 for the treatment of heart failure: a review of the literature . BMJ journals. Vol.2. 1.ed; 2015
  • BEN-MAIR, Assaf et. al.. Coenzyme Q10 Restores Oocyte Mitochondrial Function and Fertility During Reproductive Aging. Aging Cell.. Vol.14. 5.ed; 887-895, 2015
  • HOPPE, U. et. al.. Coenzyme Q10, a Cutaneous Antioxidant and Energizer. Biofactors. Vol.9. 4.ed; 2008
  • GOKBEL, Hakk et. al.. Antifatigue Effects of Coenzyme Q10 During Physical Fatigue. J Strength Cond Res. Vol.24. 1.ed; 97-102, 2010
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem