Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

12 causas de pés e mãos inchados e o que fazer

Os pés e as mãos inchados são sintomas que podem surgir devido à má circulação sanguínea, consumo excessivo de sal, ficar parado muito tempo na mesma posição ou falta de atividade física regular, por exemplo. 

O inchaço nas mãos e nos pés geralmente desaparece durante a noite e com medidas simples como elevar as pernas ou levantar os braços abrindo e fechando as mãos, mas em alguns casos pode ser sintoma de doenças como diabetes, pressão alta ou insuficiência cardíaca ou renal. Nesses casos, é necessário fazer acompanhamento com médico para fazer o tratamento mais adequado.

Além disso, é preciso estar atento aos sintomas que podem acompanhar o inchaço dos pés e das mãos como início repentino, vermelhidão ou falta de ar e buscar ajuda médica imediatamente.

12 causas de pés e mãos inchados e o que fazer

A principais causas de pés e mãos inchados são:

1. Má circulação 

A má circulação é a causa mais comum de inchaço nos pés e nas mãos e ocorre devido ao processo natural de envelhecimento do corpo, em que as veias perdem a elasticidade e se tornam mais rígidas, dificultando levar o sangue das pernas e braços em direção ao coração ficando acumulado nas pernas e braços, causando o inchaço nos pés e nas mãos. 

Geralmente, esse tipo de inchaço ocorre no final do dia em adultos, idosos ou grávidas, por ficar muito tempo sentado ou em pé.

O que fazer: nos casos em que o trabalho exige ficar muito tempo sentado, deve-se movimentar as pernas, os pés e as mãos a cada hora ou andar por 5 minutos dentro do escritório, por exemplo. No caso de trabalhar em pé, dobrar as pernas e tornozelos, fazer movimentos circulares com os pés e levantar os braços abrindo e fechando as mãos, pode ajudar a evitar o inchaço nos pés e nas mãos. Pode-se também fazer massagem ou drenagem linfática para ativar a circulação. Saiba como fazer drenagem linfática em casa.

2. Excesso de sal

O sal em excesso na alimentação pode causar inchaço nos pés e nas mãos e isto ocorre porque o sal contém muito sódio que retém água e, por isso, se tiver em grandes quantidades no corpo, aumenta a retenção de líquidos. 

O que fazer: uma boa opção para evitar o acúmulo de líquido nos pés e nas mãos é usar sal com baixo teor de sódio ou usar ervas aromáticas para reduzir o consumo do sal ou evitar adicionar sal às refeições.

Assista o vídeo de como preparar o sal de ervas.

3. Falta de atividade física

A falta de atividade física influencia na circulação sanguínea que se torna mais lenta, sendo mais difícil o sangue voltar das pernas e braços para o coração e por isso pode causar inchaço dos pés e das mãos. 

O que fazer: a prática regular de atividade física ajuda a prevenir e melhorar o inchaço nas mãos e nos pés por melhorar a circulação sanguínea, fazendo com que o sangue circule de forma mais eficiente no corpo, evitando o acúmulo de líquidos nas mãos e nos pés. Por isso, deve-se fazer atividades físicas, pelo menos 30 minutos, 3 vezes por semana como caminhada leve, natação ou hidroginástica, por exemplo.

4. Viagens longas

Estar muito tempo sentado durante um voo ou em viagens longas de carro ou trem, por exemplo, faz com que o sangue se acumule principalmente nas pernas e nos pés, provocando inchaço, além de aumentar o risco de trombose.

O que fazer: deve-se movimentar os pés para cima e para baixo, caminhar pelo avião ou trem a cada hora ou parar a cada duas horas nos casos de viagens de carro. Além disso, pode-se usar meias de compressão antes das viagens para evitar o inchaço dos pés e levantar os braços, abrindo e fechando as mãos para estimular a circulação sanguínea e evitar o inchaço das mãos. 

Assista o vídeo com mais dicas de como prevenir o inchaço dos pés e das mãos durante viagens.

5. Diabetes

O diabetes pode causar inchaço principalmente nos pés por causa da circulação sanguínea que não funciona de forma eficiente, principalmente quando os níveis de açúcar no sangue estão descontrolados. Além disso, o peito do pé e os dedos podem ficar avermelhados. 

O que fazer: deve-se avaliar os pés e os dedos diariamente, principalmente porque o diabetes pode causar o pé diabético e aumento do risco de infecções nos pés. É importante medir a glicose diariamente para controlar os níveis de açúcar no sangue e, assim, evitar o inchaço dos pés e manter a saúde dos pés. Confira os remédios para ajudar a controlar o diabetes

6. Pressão alta

A pressão alta é uma doença comum, principalmente em idosos, e ocorre por um processo natural de envelhecimento em que as artérias ficam menos flexíveis e mais rígidas e o coração precisa bater com mais força para levar o sangue para outras partes do corpo. 

Quando o sangue chega nas extremidades como os pés e as mãos, pode ocorrer por uma dificuldade dos vasos sanguíneos de levar o sangue de volta ao coração, causando o inchaço das mãos e dos pés.

O que fazer: a pressão alta deve ser tratada com medicamentos prescritos pelo cardiologista. Entretanto, atividades físicas como caminhada, perder peso, diminuir o consumo de sal podem ajudar a controlar a pressão sanguínea e reduzir o inchaço das mãos e dos pés.

7. Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração não tem força suficiente para bombear o sangue que pode ficar acumulado nas pernas e nos braços causando o inchaço. 

Geralmente, o inchaço dos pés e das mãos é acompanhado de cansaço excessivo, falta de ar e sensação de pressão no peito. 

O que fazer: a insuficiência cardíaca deve sempre ser tratada com medicamentos prescritos pelo médico e, por isso, é aconselhado fazer acompanhamento com um cardiologista. Além disso, deve-se diminuir o consumo de sal e praticar atividades físicas leves, sempre sob a orientação do cardiologista.

12 causas de pés e mãos inchados e o que fazer

8. Uso de medicamentos

O uso de alguns medicamentos pode causar inchaço nas mãos e nos pés como os  corticóides, minoxidil ou remédios para tratamento da pressão alta como captopril, enalapril, lisinopril, anlodipino, nimodipina, por exemplo.

O que fazer: deve-se fazer acompanhamento com o médico que receitou um desses medicamentos para avaliar a dose ou se é necessário mudar o tratamento, por exemplo. No entanto, medidas simples podem ser feitas em casa, como elevar as pernas, levantar os braços, fazer massagem ou drenagem linfática ou caminhadas leves para melhorar a circulação sanguínea e evitar o inchaço das mãos e dos pés.

9. Insuficiência renal

A insuficiência renal é uma condição em que os rins não funcionam de forma adequada e por isso, não eliminam os líquidos do corpo pela urina, o que pode levar ao inchaço dos pés, das mãos e do rosto.

O que fazer: a insuficiência renal deve ser acompanhada por um médico nefrologista para que seja feito o tratamento mais adequado. Em alguns casos em que a insuficiência renal está em estágio mais avançado, pode ser necessário fazer hemodiálise, prescrita pelo médico.

10. Insuficiência hepática

A insuficiência hepática é uma diminuição da função do fígado e pode causar inchaço nas mãos e principalmente nos pés, devido a diminuição de uma proteína no sangue, a albumina, que ajuda a manter o sangue dentro dos vasos. 

Esta doença pode ser causada por alcoolismo, hepatite ou até mesmo uso de medicamento com o paracetamol. 

O que fazer: a insuficiência hepática deve ser tratada pelo médico hepatologista. Além disso, deve-se interromper o consumo de álcool e diminuir o consumo de sal e proteínas na alimentação para evitar o inchaço das mãos e dos pés, e o acúmulo de líquido no abdômen. 

12 causas de pés e mãos inchados e o que fazer

11. Insuficiência venosa

A insuficiência venosa ocorre quando as válvulas das veias das pernas e braços não funcionam de forma adequada e não conseguem levar o sangue de volta para o coração, causando acúmulo nos braços e pernas e inchaço nos pés e nas mãos. 

Geralmente, o inchaço ocorre ao final do dia e normalmente desaparece pela manhã, sendo mais comum em pessoas obesas ou com excesso de peso ou idosos.

O que fazer: deve-se fazer atividades físicas leves como a caminhada, movimentar as pernas e os braços durante o dia, deitar e elevar as pernas acima do nível do coração antes de dormir por 20 minutos, ajudam a diminuir o inchaço. A insuficiência venosa deve ser sempre avaliada por um cardiologista ou cirurgião cardiovascular para indicar o melhor tratamento que pode ser com medicamentos, cirurgia ou o uso de meias de compressão, por exemplo.

12. Altas temperaturas no verão

Durante o verão, é muito comum ficar com os pés e as mãos inchados e isto ocorre porque quando a temperatura está mais alta, ocorre uma dilatação dos vasos sanguíneos dos pés e das mãos, levando mais sangue para essas regiões, causando o inchaço.

O que fazer: para evitar o inchaço pode-se levantar os braços, abrindo e fechando as mãos e deitar com as pernas elevadas para facilitar o retorno do sangue em direção ao coração, fazer massagens nas mãos e nos pés ou drenagem linfática. Em alguns casos, pode-se usar meias de compressão ou braçadeiras elásticas, com orientação médica. Além disso, é importante manter uma boa ingestão de líquidos durante o dia e fazer uma dieta balanceada para evitar a retenção de líquidos e o inchaço das mãos e dos pés.

12 causas de pés e mãos inchados e o que fazer

Quando ir ao médico

Alguns sintomas podem acompanhar o inchaço das mãos e dos pés e necessitam de atendimento médico o mais rápido possível e incluem:

  • O inchaço acontecer de forma repentina;
  • Inchaço somente em um pé ou uma mão;
  • Vermelhidão do pé ou da mão inchada;
  • Falta de ar;
  • Tosse ou expectoração;
  • Outros sintomas como febre ou formigamento.

Nestes casos, o médico pode pedir exames como de sangue ou ecodoppler, por exemplo, para fazer identificar a causa do inchaço das mãos e dos pés e recomendar o tratamento mais adequado.

Bibliografia >

  • TRAYES, Kathryn P.; et al. Edema: Diagnosis and Management. Am Fam Physician. 88. 2; 102-110, 2013
  • CHO, Shaun; ATWOOD, Edwin. Peripheral Edema. The American Journal of Medicine. 113. 7; 580-586, 2002
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem