Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Plantas potencialmente abortivas proibidas na gestação

Os chás são preparados com plantas medicinais que possuem substâncias ativas e, por isso, embora sejam naturais, têm um elevado potencial de afetar o normal funcionamento do corpo. Por esse motivo, o uso de chás durante a gravidez deve ser feito com muito cuidado, já que podem afetar o corpo da gestante e prejudicar o desenvolvimento do bebê.

O ideal é que, sempre que se pretenda utilizar um chá durante a gravidez, se informe o obstetra que está acompanhando a gravidez, para saber qual a dosagem e a forma mais correta de utilizar esse chá. 

Por existirem muito poucos estudos feitos com o uso de plantas durante a gravidez em humanos, não é possível afirmar com clareza quais as plantas completamente seguras ou abortivas. No entanto, existem algumas investigações feitas em animais e até alguns casos relatados em humanos, que ajudam a entender quais as plantas que parecem ter mais efeitos negativos sobre a gravidez.

Veja formas naturais e seguras de combater os desconfortos da gravidez.

Plantas potencialmente abortivas proibidas na gestação

Plantas medicinais proibidas na gravidez

De acordo com os resultados de vários estudos, existem plantas que devem ser evitadas durante a gravidez por apresentarem substâncias com potencial para afetar a gestação, mesmo que não exista comprovação. Já outras, são completamente proibidas por existirem relatos de aborto ou mal-formações após seu uso.

Na tabela seguinte é possível identificar as plantas a evitar, assim como as que são comprovadamente proibidas (a negrito) pela maioria dos estudos:

AgnocastoCamomilaGinsengPrímula
AlcaçuzCanelaGuacoQuebra-pedra
AlecrimCarquejaHeraRomã
AlfafaCáscara sagradaHibiscoRuibarbo
AngélicaCastanha-da-índiaHidrasteSaião
ArnicaCatuabaHortelãSalsaparrilha
AroeiraCavalinhaInhame selvagemSalsinha
ArrudaCidreiraJarrinhaSene
ArtemísiaCúrcumaJurubebaTanaceto
AshwagandhaDamianaKava-kavaTanchagem
BabosaDedaleiraLosnaTrevo vermelho
BoldoErva-de-santa-mariaMacelaUrtiga
BorragemErva-doceMilefólioUva-ursina
BuchinhaEspinheiro-alvarMirraVinca
CaféFeno GregoNoz moscadaZimbro
CálamoFunchoPassiflora 
CalêndulaGinkgo bilobaPoejo 

Independente desta tabela, é sempre importante consultar o obstetra ou um fitoterapeuta antes de tomar qualquer chá.

Muitos dos chás feitos com estas plantas também devem ser evitados durante a amamentação e, por isso, depois do parto é importante voltar a consultar o médico.

O que pode acontecer se tomar

Um dos principais efeitos colaterais do uso de plantas medicinais durante a gestação é o aumento das contrações uterinas, que provoca intensa dor abdominal, podendo haver sangramentos e, até, aborto. No entanto, em algumas mulheres o aborto não acontece mas a toxidade que chega até o bebê pode ser suficiente para causar graves alterações, comprometendo seu desenvolvimento motor e cerebral.

A toxidade das plantas impróprias para uso durante a gravidez também podem causar graves complicações renais, trazendo também riscos para a saúde da gestante.

Bibliografia >

  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY . Assessment report on Salvia officinalis L., folium and Salvia officinalis L., aetheroleum. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-report/final-assessment-report-salvia-officinalis-l-folium-salvia-officinalis-l-aetheroleum-revision-1_en.pdf>. Acesso em 28 Set 2020
  • EUROPA MEDICINES AGENCY. Assessment report on Symphytum officinale L., radix . Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-report/draft-assessment-report-symphytum-officinale-l-radix_en.pdf>. Acesso em 28 Set 2020
  • Araújo et al. Use of Medicinal Plants with Teratogenic and Abortive Effects by Pregnant Women in a City in Northeastern Brazil. RBGO Gynecology and Obstetrics. 3. 38; 127-131, 2016
  • TELESSAÚDE SANTA CATARINA. Plantas Medicinais na Gestação. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/170067/Slides%20-%20Plantas%20Medicinais%20na%20gesta%C3%A7%C3%A3o.pdf?sequence=2&isAllowed=y>. Acesso em 04 Abr 2019
  • GORRIL, Letícia Englerth et al.. Risco das plantas medicinais na gestação uma revisão dos dados de acesso livre em língua portuguesa. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR. vol.20. 67-72, 2016
  • MILLS, Edward et al.. Herbal Medicines in Pregnancy & Lactation: An Evidence-Based Approach. United Kingdom: Taylor & Francis, 2006.
  • EXAMINE.COM. Caffeine. Disponível em: <https://examine.com/supplements/caffeine/>. Acesso em 10 Mai 2019
  • VILJOEN, Estelle et al.. A systematic review and meta-analysis of the effect and safety of ginger in the treatment of pregnancy-associated nausea and vomiting. Nutrition Journal. 13-20, 2014
  • TIRAN, Denise. Ginger to reduce nausea and vomiting during pregnancy: Evidence of effectiveness is not the same as proof of safety. Complementary Therapies in Clinical Practice. 22-25, 2012
  • MILLS, Edward et al.. Herbal Medicines in Pregnancy & Lactation: An Evidence-Based Approach. United Kingdom: Taylor & Francis, 2006.
  • MEDEIROS, Ana Paula Oliveira. O uso de plantas medicinais por mulheres durante o período gestacional com fins abortivos. Monografia (Graduação em Farmácia), 2016. Faculdade de Farmácia, da Universidade de Rio Verde - UniRV.
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Plantas medicinais para uso na gravidez, parto e durante a amamentação. 20. Disponível em: <https://www.saude.sc.gov.br/index.php/documentos/atencao-basica/rede-cegonha/eventos-2/oficina-de-fortalecimendo-do-pre-natal/modulo-ii/9309-4-plantas-na-gestacao-qualisus-rede-cegonha/file>. Acesso em 28 Set 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem