Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas e como identificar o potássio alto e baixo no sangue

O potássio é um mineral essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso, muscular, cardíaco e para o equilíbrio do pH no sangue. Os níveis de potássio alterados no sangue podem causar diversos problemas de saúde como cansaço, arritmias cardíacas e desmaios. Isso acontece porque o potássio é um dos minerais mais importantes do organismo, estando presente dentro das células e no sangue.

Uma dieta rica em potássio se associa a diversos benefícios para a saúde, como diminuição da retenção de líquidos, regulação da pressão arterial e diminuição do risco de infarto. Este mineral é possível se obter através do consumo de carnes, grãos e frutos secos.

Sintomas e como identificar o potássio alto e baixo no sangue

Para que serve o potássio

O potássio é um eletrólito que se encontra dentro das células, desempenhando papel fundamental no balanceamento hidroeletrolítico do organismo, evitando a desidratação, assim como o equilíbrio do pH sanguíneo.

Além disso, o potássio é necessário para a emissão de sinais nervosos que regulam a contração muscular e do coração, assim como os reflexos do organismo. Também promovem o desenvolvimento muscular, já que parte desse mineral é armazenada em suas células, sendo importante para os períodos de crescimento e desenvolvimento.

Alterações do potássio no sangue

O valor de referência do potássio no sangue é entre 3,5 mEq/L e 5,5 mEq/L. Quando esse mineral encontra-se acima ou abaixo do valor de referência, pode originar o surgimento de algumas complicações para a saúde.

1. Potássio alto

Sintomas e como identificar o potássio alto e baixo no sangue

O excesso de potássio no sangue é chamado de hipercalemia ou hiperpotassemia, e tem as seguintes características:

  • Sintomas: se o excesso de potássio for leve, normalmente não há sintomas, mas caso a concentração desse mineral fique muito alta, podem surgir sintomas como palpitações cardíacas, fraqueza, dores na região do peito e diminuição da frequência cardíaca.
  • Causas: normalmente o excesso de potássio é causado por insuficiência renal, diabetes tipo 1, síndrome nefrótica e cirrose.
  • Diagnóstico: o diagnóstico é feito através de exames de sangue ou durante o eletrocardiograma, em que o médico identifica alterações no funcionamento do coração.

O tratamento da hipercalemia é feito com a retirada dos alimentos ricos em potássio da dieta e, nos casos mais graves, também pode ser necessário o uso de medicamentos em comprimidos ou na veia, sendo preciso ficar internado até que o quadro melhore. Veja como deve ser a alimentação para baixar o potássio.

2. Potássio baixo

Sintomas e como identificar o potássio alto e baixo no sangue

A falta de potássio no sangue é conhecida como hipocalemia ou hipopotassemia é um transtorno hidroeletrolítico que acontece principalmente em pessoas hospitalizadas devido à diminuição da ingestão de alimentos fonte de potássio ou como consequência da perda excessiva pela urina ou trato gastrointestinal. A hipocalemia é caracterizada por:

  • Sintomas: fraqueza constante, fadiga, câimbras musculares, formigamento e dormência.
  • Causas: uso de medicamentos como a insulina, salbutamol e teofilina, vômitos e diarreia prolongada, hipertireoidismo e hiperaldosteronismo, uso crônico e excessivo de laxantes, síndrome de cushing e, raramente, alimentação.
  • Diagnóstico: é feito através de exames de sangue e urina, eletrocardiograma ou gasometria arterial.

O tratamento para o potássio baixo depende da causa da hipocalemia, dos sintomas apresentados pela pessoa e da concentração de potássio no sangue, sendo geralmente indicado pelo médico a ingestão de suplementos orais de potássio e o consumo de alimentos ricos nesse mineral, no entanto em casos mais graves pode ser necessária a administração do potássio diretamente na veia.

Pessoas que apresentam os sintomas das alterações do potássio devem procurar um clínico geral para realizar exames de sangue e identificar se os níveis de potássio estão ou não adequados. Em casos de alterações no exame, deve-se seguir o tratamento adequado de acordo com orientação médica para evitar maiores complicações.


Bibliografia

  • COZZOLINO Silvia. Biodisponibilidade de nutrientes. 4º. Brasil: Manole Ltda, 2012. 555-578.
  • KARDALAS E et al. Hypokalemia: a clinical update. Endocrine Connections. 7. 4; 135-146, 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem