Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser pressão na cabeça e o que fazer

A sensação de pressão na cabeça é um tipo de dor muito comum e pode ser causada por situações de estresse, má postura, problemas dentários e também pode ser sinal de alguma doença como enxaqueca, sinusite, labirintite e até meningite.

Geralmente, criar o hábito de realizar atividades de relaxamento, meditação, como nos exercícios de yoga, fazer acupuntura e usar medicamentos analgésicos são medidas que aliviam a pressão na cabeça. Entretanto, se a dor for constante e tiver duração de mais de 48 horas seguidas é recomendado procurar atendimento de um clínico geral ou neurologista para avaliar as causas desta sensação e indicar o tratamento mais adequado.

O que pode ser pressão na cabeça e o que fazer

1. Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça, mais comum em mulheres, que é causada por alterações no fluxo de sangue do cérebro e na atividade das células do sistema nervoso, podendo ser hereditário, ou seja, pessoas que têm familiares próximos com esta condição podem também desenvolver a enxaqueca.

Os sintomas da enxaqueca são desencadeados por algumas situações como estresse, mudanças de clima, ingestão de alimentos à base de cafeína e podem variar de uma pessoa para outra, mas geralmente são pressão na cabeça, com duração média de 3 horas podendo chegar a 72 horas, náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e ao som e dificuldade de concentração. Veja mais outros sintomas da enxaqueca.

O que fazer: se a sensação de pressão na cabeça, presente na enxaqueca, for constante ou piorar depois de 3 dias é necessário consultar um neurologista para indicar o tratamento mais adequado, que geralmente, se baseia no uso de medicamentos para aliviar a dor como analgésicos, relaxantes musculares e triptanos, conhecidos como sumatriptano e zolmitriptano.

2. Estresse e ansiedade

O estresse emocional e a ansiedade podem provocar alterações físicas, como a sensação de pressão na cabeça, e isto acontece porque estes sentimentos fazem com que os músculos do corpo fiquem mais estirados e levam ao aumento do hormônio cortisol.

Além da pressão na cabeça, esses sentimentos podem provocar mal estar, suor frio, falta de ar e aumento dos batimentos cardíacos, por isso é importante tomar medidas que contribuam para redução do estresse e da ansiedade como fazer atividades que envolvam meditação, como o yoga, e realizar algum tipo de aromaterapia. Saiba mais alguns passos para vencer a ansiedade.

O que fazer: se o estresse e ansiedade não melhorarem com a mudança de hábitos e atividades de relaxamento, é importante consultar um psiquiatra, pois muitas vezes esses sentimentos prejudicam a vida pessoal, dificultam as relações entre as pessoas e influenciam no trabalho, sendo necessário a utilização de medicamentos específicos, como os ansiolíticos.

3. Sinusite

A sinusite acontece devido uma inflamação provocada por bactérias, vírus ou fungos, na região dos seios da face, que são cavidades ósseas que ficam ao redor no nariz, nas maçãs do rosto e em volta dos olhos. Esta inflamação faz com que ocorra um acúmulo de secreções, provocando uma aumento de pressão nestas áreas, por isso é possível sentir a sensação de pressão na cabeça.

Podem surgir outros sintomas além da pressão na cabeça, como obstrução nasal, catarro esverdeado ou amarelado, tosse, cansaço excessivo, ardência dos olhos e febre. 

O que fazer: se aparecerem estes sintomas o ideal é procurar um médico otorrinolaringologista para indicar o tratamento correto que consiste no uso de anti-inflamatórios e, nos casos em que a sinusite é causada por bactérias, pode ser recomendado o uso de antibióticos. Para melhorar os sintomas desta doença também é preciso beber bastante água durante o dia e lavar o nariz com soro fisiológico, para drenar as secreções acumuladas. Veja mais sobre como fazer lavagem nasal para desentupir o nariz.

4. Hipertensão arterial

A hipertensão arterial, mais conhecida como pressão alta, é uma doença crônica que se caracteriza por manter a pressão sanguínea nas artérias muito elevada e geralmente acontece quando os valores ultrapassam 140 x 90 mmHg, ou 14 por 9. Se a pessoa aferir a pressão e os valores estiverem altos não significa necessariamente que seja hipertensão arterial, por isso para ter certeza do diagnóstico é preciso fazer a verificação contínua da pressão. 

Os sintomas da pressão alta podem ser pressão na cabeça, dor na nuca, náuseas, visão embaçada e mal estar e o surgimento destes sinais estão associados ao uso de cigarro, consumo de bebidas alcoólicas em excesso, ingestão de alimentos gordurosos e com muito sal, falta de exercício físico e obesidade.

O que fazer: a pressão alta não tem cura, mas existem medicamentos para controle dos valores e devem ser recomendados por um clínico geral ou cardiologista. Além dos medicamentos é preciso fazer uma mudança nos hábitos de vida, como fazer uma dieta balanceada e com baixo teor de sal.

O que pode ser pressão na cabeça e o que fazer

5. Labirintite

A labirintite ocorre quando o nervo do labirinto, localizado dentro da orelha, fica inflamado por causa de um vírus ou uma bactéria provocando pressão na cabeça, zumbido, náuseas, tonturas, falta de equilíbrio e vertigens, que é sensação de que os objetos ao redor estão girando.

Esta alteração também pode surgir por causa de alguma lesão na região do ouvido e pode ser desencadeada pelo consumo de determinados alimentos ou por viagens de barco ou de avião. Veja mais como identificar a labirintite.

O que fazer: ao surgirem estes sintomas é importante consultar um otorrinolaringologista que poderá solicitar exames para confirmar o diagnóstico de labirintite. Após ter a certeza de que se trata de labirintite, o médico poderá recomendar medicamentos para reduzir a inflamação do nervo labirinto e para aliviar os sintomas, que podem ser dramin ou meclin.

6. Problemas odontológicos

Alguns problemas odontológicos, ou dentários, podem levar ao surgimento de pressão na cabeça, zumbido e dor de ouvido como, por exemplo, alterações na maneira de mastigar os alimentos, bruxismo, infiltração dentária por cáries. Em alguns casos, essas alterações também provocam inchaço na boca e barulhos ao movimentar a mandíbula, como estalos. Veja mais sobre como identificar a cárie dentária.

O que fazer: assim que os sintomas aparecerem é necessário procurar atendimento de um dentista para realizar exames, verificar as condições dos dentes e analisar os movimentos de mastigação. O tratamento para esses problemas odontológicos dependem das causas, no entanto, pode ser preciso fazer tratamento de canal, por exemplo.

7. Meningite

A meningite é uma infecção das membranas protetoras que envolvem o cérebro e a medula espinhal e, na maioria das vezes, é causada por um infecção bacteriana ou viral. As meningites infecciosas podem ser adquiridas através da disseminação de microrganismos pelo espirro, tosse e partilha de utensílios como talheres e escova de dentes. Saiba mais como se pega a meningite.

A meningite também pode ser causada por outras doenças, como lúpus ou câncer, pancadas muito fortes na cabeça e até pelo uso excessivo de determinadas drogas. Os principais sintomas da meningite podem ser dor na cabeça, tipo pressão, rigidez no pescoço, apresentando dificuldades para encostar o queixo no peito, febre, manchas vermelhas espalhadas no corpo e sonolência excessiva.

O que fazer: ao suspeitar de meningite é preciso procurar atendimento médico imediatamente para que sejam realizados exames, como ressonância magnética e avaliação do liquor, com objetivo de confirmar o diagnóstico e iniciar mais precocemente o tratamento, que normalmente, é realizado em um hospital através da administração de medicamentos diretamente na veia.

8. Má postura

A má postura ou postura inadequada, durante o período de trabalho ou estudo, deixa o corpo muito contraído e pode gerar uma sobrecarga das articulações e dos músculos da coluna, provocando alterações e levando ao surgimento de sensação de pressão na cabeça e dor nas costas. A falta de movimentos e ficando mesmo lugar ou se manter sentado por períodos longos são prejudiciais ao corpo e também causam estes sintomas.

O que fazer: para que os sintomas sejam aliviados é preciso manter a prática de exercícios físicos, como natação e caminhada, e é possível sentir melhoras da pressão na cabeça e dor na coluna através de atividades de alongamento.

Veja o vídeo em que se ensina maneiras de melhorar a postura:

Quando ir ao médico

Deve-se procurar o atendimento médico rapidamente se além da sensação de pressão na cabeça surgirem sintomas como:

  • Rosto assimétrico;
  • Perda de consciência;
  • Dormência ou formigamento nos braços;
  • Falta de sensibilidade em um dos lados do corpo;
  • Convulsões.

Estes sinais podem indicar um acidente vascular cerebral ou aumento da pressão intracraniana e estas situações exigem atendimento médico urgente, por isso ao surgirem é necessário ligar imediatamente para a ambulância do SAMU, no 192.

Bibliografia >

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Hipertensão (pressão alta): o que é, causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção. 2019. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hipertensao>. Acesso em 20 Dez 2019
  • MASCELLA, Vivian et al. Stress, sintomas de ansiedade e depressão em mulheres com dor de cabeça. Bol. Acad. Paulista de Psicologia. Vol.34, n.87. 407-428, 2014
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Sinusite. 2015. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2120-sinusite>. Acesso em 20 Dez 2019
  • HARVARD HEALTH PUBLISHING. Headache: When to worry, what to do. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/pain/headache-when-to-worry-what-to-do>. Acesso em 20 Dez 2019
  • SPIERINGS, Egilius L.H. et al. Precipitating and Aggravating Factors of Migraine Versus Tension-type Headache. Headache. Vol.41. 554-558, 2001
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Como fazer o tratamento da labirintite na APS?. 2016. Disponível em: <https://aps.bvs.br/aps/como-fazer-o-tratamento-da-labirintite-na-aps/>. Acesso em 20 Dez 2019
  • SANTOS, Marcio C. Cefaléia e disfunção temporomandibular: classificação e diagnóstico. Revista Dentística on line. Vol.9, n.19. 30-33, 2010
  • NATIONAL HEALTH SERVICE. Meningitis. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/meningitis/>. Acesso em 20 Dez 2019
  • POLAZZO, EDSON; MONTEIRO, LUÍS. Estudo sobre a analogia existente entre a cefaléia tensional, pontos gatilho na musculatura cervical e má postura em ambiente laboral estático.. Disponível em: <https://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/32/139_-_Estudo_sobre_a_analogia_ex._entre_a_cefalYia_tensional_pontos-gatilho_na_musc._cervical_e_mY_postura_em_amb._laboral_estYtico.pdf>. Acesso em 20 Dez 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem