Prisão de ventre na criança: como identificar e o que comer

A prisão de ventre na criança pode acontecer como consequência do fato da criança não ir ao banheiro quando sente vontade ou ser devido à alimentação pobre em fibras e pouco consumo de água durante o dia, o que deixa as fezes mais duras e ressecadas, além de causar desconforto abdominal na criança.

Para tratar a prisão de ventre na criança, é importante que sejam oferecidos alimentos que ajudem a melhorar o trânsito intestinal, sendo recomendado que a criança coma mais alimentos ricos em fibras e consuma mais água durante o dia.

Prisão de ventre na criança: como identificar e o que comer

Como identificar

A prisão de ventre na criança pode ser percebida através de alguns sinais e sintomas que podem surgir ao longo do tempo, como por exemplo:

  • Fezes muito duras e secas;
  • Dor abdominal;
  • Inchaço da barriga;
  • Mal humor e irritabilidade;
  • Maior sensibilidade na barriga, podendo a criança chorar quando se toca na região;
  • Diminuição da vontade de comer.

Nas crianças, a prisão de ventre pode acontecer quando a criança não vai ao banheiro quando sente vontade ou quando possui alimentação pobre em fibras, não praticam atividade física ou bebem pouca água durante o dia.

É importante levar à criança a uma consulta ao pediatra quando a criança fica mais de 5 dias sem evacuar, apresenta sangue nas fezes ou quando começa a ter dores abdominais muito fortes. Durante a consulta, o médico deve ser informado sobre os hábitos intestinais da criança e como ela se alimenta para poder identificar as causas e assim indicar o tratamento mais adequado.

Alimentação para soltar o intestino

Para ajudar a melhorar o funcionamento do intestino da criança, é importante estimular a alteração de alguns hábitos alimentares, sendo recomendado oferecer à criança:

  • Pelo menos 850 ml de água por dia, pois a água ao chegar no intestino ajuda a amolecer as fezes;
  • Sucos de fruta sem açúcar feitos em casa ao longo do dia, como suco de laranja ou mamão;
  • Alimentos ricos em fibras e e água que ajudem a soltar o intestino, como cereais All Bran, maracujá ou amêndoas com casca, rabanete, tomate, abóbora, ameixa, laranja ou kiwi.
  • 1 colher de sementes, como linhaça, gergelim ou semente de abóbora no iogurte ou fazer mingau de aveia;
  • Evitar dar à criança alimentos que prendem o intestino, como pão branco, farofa, banana ou alimentos industrializados, pois são alimentos pobres em fibras e tendem a se acumular no intestino.

Geralmente, a criança deve ir no banheiro logo que tem vontade, pois ficar segurando só traz malefícios ao corpo e o intestino acaba se acostumando com aquela quantidade de fezes, fazendo com que seja preciso cada vez mais uma quantidade maior do bolo fecal para que o corpo dê o sinal de que precisa esvaziar.​

Veja no vídeo a seguir algumas dicas para melhorar a alimentação da criança e, assim combater a prisão de ventre:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: