Próstata aumentada: causas, sintomas e tratamento

A próstata aumentada é um problema muito comum em homens acima dos 50 anos de idade, podendo gerar sintomas como jato de urina fraco, sensação constante de bexiga cheia e dificuldade para urinar, por exemplo.

Na maior parte dos casos, a próstata aumentada é provocada pela hiperplasia da próstata, uma condição benigna que causa apenas o aumento da próstata, no entanto também pode ser um sinal de problemas mais sérios, como o câncer.

Dessa forma, sempre que existir suspeita de aumento da próstata, é aconselhado consultar um urologista para fazer os exames necessários para descobrir a causa, iniciar o tratamento mais adequado e acabar com o desconforto. Confira os 6 exames que ajudam a avaliar a saúde da próstata.

Próstata aumentada: causas, sintomas e tratamento

Sintomas de próstata aumentada

Os principais sintomas de próstata aumentada são:

  • Dificuldade para urinar;
  • Jato fraco de urina;
  • Vontade frequente para ir ao banheiro;
  • Sensação de bexiga sempre cheia.

Estes sintomas geralmente surgem após os 50 anos e acontecem em pelo menos metade dos casos de próstata aumentada. Isso ocorre devido à compressão que a próstata faz sobre a uretra, que é o canal por onde a urina passa.

Uma vez que os sintomas também podem indicar outros problemas na próstata, como prostatite, por exemplo, é muito importante consultar o urologista para fazer exames, como ultrassom, exame de PSA e urofluxometria, que é o exame para avaliar o jato de urina, para confirmar o diagnóstico.

Teste de sintomas

Para saber qual o seu risco de ter um problema na próstata, selecione o que está sentindo:

  1. 1. Dificuldade para começar a urinar
  2. 2. Jato de urina muito fraco
  3. 3. Vontade frequente para urinar, mesmo de noite
  4. 4. Sensação bexiga cheia, mesmo depois de ter urinado
  5. 5. Presença de gotas de urina na cueca
  6. 6. Impotência ou dificuldade para manter uma ereção
  7. 7. Dor ao ejacular ou urinar
  8. 8. Presença de sangue no sêmen
  9. 9. Vontade repentina para urinar
  10. 10. Dor na região dos testículos ou perto do ânus
Imagem que indica que o site está carregando

Como confirmar o diagnóstico

Em consulta com o urologista, serão avaliadas as queixas apresentadas e realizar o exame de toque retal. O toque retal permite ao médico avaliar se existe aumento da próstata, alteração na consistência e se há nódulos ou outras alterações causadas por câncer. Entenda como é feito o toque retal.

Além disso, o médico também pode pedir o exame de PSA, que pode estar até 4,0 ng/ml, dependendo do volume da próstata e da idade do paciente.

Caso o médico identifique alterações anormais durante o toque retal ou caso o valor de PSA esteja acima do valor de referência para a idade, pode ser necessário exames complementares como a ressonância e até mesmo uma biópsia da próstata, para avaliar a possibilidade de o aumento estar a ser causado por câncer.

Assista o vídeo seguinte e confira os exames que podem ser realizados para diagnosticar problemas na próstata:

Principais causas da próstata aumentada

A maioria das situações em que a próstata está aumentada são casos de hiperplasia benigna da próstata (HPB), que surge com o envelhecimento e apresenta sintomas de progressão lenta, e geralmente o tratamento só é iniciado quando apresenta sintomas que interferem na qualidade de vida do paciente.

Porém, a próstata aumentada também pode ser provocada por doenças mais graves e que precisam ser tratadas, como é o caso da prostatite ou do câncer, por exemplo. A prostatite normalmente afeta homens em idade jovem, enquanto o câncer é mais frequente com o avançar da idade.

No caso de homens que tenham uma história familiar de câncer da próstata, devem fazer o exame de toque retal mais cedo que o habitual, por volta dos 45 anos, de forma a evitar complicações, objetivando um diagnóstico precoce.

Próstata aumentada: causas, sintomas e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para próstata aumentada varia de acordo com a causa e a gravidade do problema. Por isso, pode ser feito da seguinte forma:

  • Hiperplasia benigna da próstata: nestes casos o médico iniciar o tratamento com o uso de remédios, como os alfa-bloqueadores (tansulosina, alfuzosina) ou inibidores da 5 alfa redutase (finasterida), por exemplo, para diminuir o tamanho da próstata e aliviar os sintomas. Nos casos mais graves, pode ser necessário fazer cirurgia para remover a parte central da próstata. Saiba mais sobre como é tratado este problema.
  • Prostatite: em alguns casos, a inflamação da próstata é causada por um infecção bacteriana e, por isso, o urologista pode receitar antibióticos. Veja como aliviar os sintomas da prostatite.
  • Câncer de próstata: o tratamento é quase sempre feito com cirurgia para retirar completamente a próstata e, dependendo da evolução do câncer, pode ser necessário fazer quimioterapia, hormonioterapia ou radioterapia.

Alguns remédios naturais podem ser utilizados experimentalmente para complementar o tratamento com as medicações já aprovadas. Veja alguns exemplos desses remédios caseiros para a próstata, mesmo que sejam sem evidência científica de benefício.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • PROSTATE CANCER UK. Enlarged prostate A guide to diagnosis and treatment. 2015. Disponível em: <https://prostatecanceruk.org/media/41599/enlarged_prostate_booklet.pdf>. Acesso em 14 Out 2019
Mais sobre este assunto: