Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de problemas no fígado

​Os primeiros sinais e sintomas de problemas no fígado são a dor abdominal do lado direito e a barriga inchada, podendo também ser percebida a pele e os olhos amarelados e urina escura e de cheiro forte.

Algumas das causas comuns de problemas no fígado são o excesso de gordura neste órgão, que ocorre principalmente em pessoas com excesso de peso ou que não praticam atividade física, uso frequente e em excesso de bebidas alcoólicas, abuso de medicamentos e doenças como hepatite, cirrose, ascite, esquistossomose e hipertensão portal.

Se quiser saber as suas chances de ter esta doença, assinale os seus sintomas:

  1. 1. Dor na região superior direita da barriga
  2. 2. Enjoos ou tonturas frequentes
  3. 3. Dor de cabeça frequente
  4. 4. Cansaço fácil e sem razão aparente
  5. 5. Facilidade em ficar com hematomas
  6. 6. Cor amarelada nos olhos ou na pele
  7. 7. Urina escura
  8. 8. Perda de apetite
  9. 9. Fezes amareladas, cinzentas ou esbranquiçadas
  10. 10. Barriga inchada
  11. 11. Coceira em todo o corpo
Imagem que indica que o site está carregando

Diante da presença destes sintomas, é importante procurar o clínico geral ou hepatologista para que seja feito o diagnóstico e o tratamento adequado seja iniciado.

Sintomas de problemas no fígado

Principais causas de problemas no fígado

As alterações no fígado são mais comuns de surgirem em pessoas sedentárias e que têm hábitos de vida pouco saudáveis, como alimentação rica em gordura e consumo excessivo de bebidas alcoólicas, por exemplo, o que pode comprometer o bom funcionamento do fígado e levar ao aparecimento dos sintomas. Além disso, outras situações que podem causar problemas no fígado são:

  • Uso de medicamentos sem indicação médica, o que pode levar à sobrecarga do fígado e comprometimento da sua função, já que o fígado é responsável pela metabolização dos medicamentos;
  • Infecções por vírus, principalmente o vírus da hepatite, que atinge o fígado e diminui a sua atividade;
  • Infecção por parasita, principalmente o parasita Schistosoma mansoni, que é responsável pela esquistossomose, uma doença infecciosa em que formas mais jovens do parasita atingem a circulação portal do fígado e desenvolvem-se até a fase adulta, o que pode provocar aumento e endurecimento do fígado;
  • Hipertensão portal, que é uma situação em que há aumento da pressão nas veias que levam o sangue dos órgãos abdominais para o fígado, o que pode alterar o seu funcionamento;
  • Cirrose, que é a inflamação crônica do fígado em que há endurecimento do tecido desse órgão, o que compromete a sua função, e pode acontecer devido a problemas autoimunes e abuso de álcool;
  • Diabetes descompensada, em que os níveis aumentados de glicose no sangue podem comprometer a função do fígado e levar ao aparecimento de sintomas.

É importante que a causa dos sintomas de problema no fígado seja identificada, pois assim é possível que seja indicado pelo médico o tratamento mais adequado, prevenindo possíveis complicações. Conheça outras causas de problemas no fígado.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico de problemas no fígado é feito inicialmente por meio da avaliação dos sinais e sintomas pelo médico, que em seguida solicita uma série de exames para avaliar o funcionamento do fígado, que recebe o nome de hepatograma.

O hepatograma corresponde a um conjunto de exames laboratoriais e de imagem que permitem saber se o fígado está funcionando ou não. Dentre os exames incluídos estão a dosagem de bilirrubina total, direta e indireta, albumina, lactato desidrogenase (LDH), gama glutamil transferase (GGT), TGO/ ALT, TGP/ AST e tempo de protrombina, além de ultrassonografia e tomografia. Conheça mais sobre os exames que avaliam o fígado.

Como é o tratamento

O tratamento indicado pelo médico varia de acordo com a doença a ser tratada, no entanto nos casos mais leves pode ser recomendado apenas alteração na dieta. Por outro lado, nos casos mais graves, além da mudança na alimentação, pode também ser necessário tomar remédios que ajudem a diminuir a inflamação, colesterol e a glicemia, que são fatores que podem trazer ainda mais complicações para o fígado.

Além disso, deve-se conversar com o médico e saber se pode complementar o tratamento com remédios caseiros, como os feitos com boldo, alface ou alfazema.

Alimentação para tratar o fígado

Em caso de problemas no fígado, recomenda-se beber pelo menos 1,5 L de água por dia e consumir alimentos de fácil digestão e com pouca gordura, como peixes, carnes brancas, frutas, legumes, sucos naturais, queijos brancos e leite e derivados desnatados.

Além disso, deve-se preferir preparações cozidas, assadas ou grelhadas, evitando frituras, refrigerantes, biscoitos recheados, manteiga, carnes vermelhadas, salsicha, linguiça, bacon, chocolate e doces em geral, sendo também importante evitar o consumo de qualquer tipo de bebidas alcoólicas. Veja como deve ser feita a dieta para o fígado.

O gastroenterologista é o médico especialista mais indicado para o tratamento das doenças do fígado, e ele deve ser consultado se os sintomas persistirem, mesmo após as alterações na dieta.

Assista ao vídeo e veja mais dicas para tratar os problemas no fígado:

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem