Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Mito ou verdade: testes de gravidez caseiros funcionam?

Os testes caseiros de gravidez são muito utilizados por serem uma forma mais rápida de saber se a mulher pode estar grávida ou não, já que muitos deles prometem funcionar desde o primeiro momento da concepção, não sendo necessário esperar pelo dia do atraso menstrual, como acontece com os testes de farmácia.

No entanto, esse tipo de testes não possui qualquer comprovação científica e, por isso, não devem ser considerados uma forma fiável de confirmar ou descartar uma possível gravidez.

De todos os testes de gravidez que se pode fazer em casa, o mais fidedigno é o teste de gravidez que se compra na farmácia, pois identifica a presença do hormônio beta HCG na urina da mulher, um tipo de hormônio que apenas é produzido durante a gravidez. No entanto, caso se precise de um resultado mais rápido, também se pode optar por fazer um exame de sangue de HCG, que pode ser feito 8 a 11 dias após a relação desprotegida.

Mito ou verdade: testes de gravidez caseiros funcionam?

A seguir apresentamos os testes caseiros de gravidez mais utilizados, qual a teoria por trás de cada um e porque não funcionam:

1. Testes online de gravidez

Os testes online são cada vez mais comuns, mas devem apenas ser considerados uma forma de saber qual o risco de se estar grávida, não devendo servir de teste definitivo, nem substituir o teste de farmácia ou de laboratório.

Isso porque os testes online são feitos com base em sintomas genéricos de gravidez, assim como atividades de risco, não sendo capazes de avaliar cada mulher individualmente, nem medir fatores mais específicos, como a presença de hormônios da gestação na urina ou sangue.

Este é um exemplo de teste online que elaboramos com o objetivo de avaliar as chances de a mulher estar grávida, indicando quando existe maior necessidade de fazer um teste de gravidez, como o de farmácia ou o de sangue:

Saiba se está grávida

Começar o teste
Imagem ilustrativa do questionário
Imagem ilustrativa da questão
No ultimo mês você teve relação sexual sem usar camisinha ou outro método contraceptivo como DIU, implante ou anticoncepcional?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você notou algum corrimento vaginal cor-de-rosa ultimamente?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você está ficando enjoada e tem vontade de vomitar de manhã?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você está mais sensível ao cheiros, ficando incomodada com cheiros como cigarro, comida ou perfume?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Sua barriga parece mais inchada que antes, sendo mais difícil manter a calça jeans apertada durante o dia?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Sua pele parece mais oleosa e com tendência à acne?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você está se sentindo mais cansada e com mais sono?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Sua menstruação está atrasada há mais de 5 dias?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você já fez algum teste de gravidez de farmácia ou o exame de sangue, no ultimo mês, com resultado positivo?
  • Sim
  • Não
Imagem ilustrativa da questão
Você tomou a pílula do dia seguinte recentemente?
  • Sim
  • Não

2. Teste da água sanitária

De acordo com as teorias populares, este teste funciona porque a água sanitária é capaz de reagir com o hormônio beta HCG, assim como o que acontece no teste de farmácia, levando à formação de espuma. Assim, se não existir formação de espuma, o teste é considerado negativo.

No entanto, não existe qualquer estudo que confirme este efeito e, segundo alguns relatos, a formação da urina com a água sanitária pode levar à formação de espuma mesmo em homens.

3. Teste da urina fervida

O teste da urina fervida parece ter por base a teoria de que ferver proteínas, como acontece no caso do leite, causa a formação de espuma. Assim, e uma vez que o hormônio beta HCG é um tipo de proteína, caso a mulher esteja grávida, o aumento dessa proteína na urina poderia causar a formação de espuma, ocasionando um resultado positivo.

Porém, e seguindo a mesma teoria, existem outras condições que também podem aumentar a presença de proteínas na urina, como é o caso da infecção urinária ou das doenças renais. Nesses casos, o teste também poderia ter um resultado positivo, mesmo que a mulher não estivesse grávida.

Além disso, caso existam vestígios de produtos de limpeza na panela onde seria fervido o xixi, também poderia haver formação de espuma pelas reações químicas com o produto, obtendo-se um falso positivo.

Mito ou verdade: testes de gravidez caseiros funcionam?

4. Teste do vinagre

Este teste foi criado em torno do conceito de que o pH da urina da grávida é geralmente mais básico do que o de outra mulher não grávida. Dessa forma, a ideia é que quando o vinagre, que é mais ácido, entra em contato com a urina, provoca uma reação que leva à alteração de cor, indicando um resultado positivo para gravidez. 

No entanto, o vinagre nem sempre altera de cor quando em contato com uma substância mais básica e, além disso, é comum que, embora mais básico, o pH da urina da mulher continue sendo ácido, o que impediria a reação.

5. Teste da agulha

Neste teste caseiro, é necessário colocar uma agulha dentro de uma amostra de urina durante algumas horas e depois observar se existiu alguma alteração da coloração da agulha. Caso a agulha tenha mudado de cor, significa que a mulher está grávida.

A teoria por trás deste teste é a da oxidação dos metais, que acontece quando um metal, como é o caso da agulha, fica em contato prolongado com outra substância, como a água ou, neste caso, a urina, acabando por enferrujar. No entanto, esse é um processo que geralmente demora vários dias, não acontecendo em poucas horas.

Além disso, a velocidade de oxidação pode variar bastante de acordo com outros fatores que não apenas o contato com a urina, como a temperatura do ambiente, desgaste da agulha ou a exposição à luz solar, por exemplo, que não são contabilizadas neste teste caseiro de gravidez.

6. Teste do cotonete

O teste do cotonete é um método pouco seguro no qual a mulher deve esfregar a ponta de um cotonete no canal vaginal, perto do colo do útero, para identificar se existe presença de sangue. Este teste deve ser feito nos poucos dias antes da menstruação e serve para identificar mais precocemente se a menstruação está descendo. Assim, se o cotonete ficar sujo, pode indicar que a mulher não está grávida porque a menstruação está chegando.

Embora possa parecer um método fiável, é um método pouco recomendado. Primeiro, porque a fricção do cotonete nas paredes da vaginal pode causar lesões que acabam sangrando e estragando o resultado. E depois, porque a aplicação de um cotonete dentro do canal vagina, e perto do colo do útero, pode arrastar bactérias que acabam causando uma infecção.

Qual o melhor teste de gravidez?

De todos os testes de gravidez que se pode fazer em casa, o mais fidedigno é o teste de gravidez que se compra na farmácia, pois ele mede a presença do hormônio beta HCG na urina da mulher, hormônio que só é produzido em casos de gravidez.

Mas apesar de ser um teste de confiança, o teste da farmácia pode não detectar a gravidez quando é realizado cedo demais ou quando é feito de forma errada. O momento ideal para fazer o teste de gravidez da farmácia é quando o atraso da menstruação é de 7 dias ou mais. No entanto, ele já pode dar um resultado positivo a partir do 1º dia do atraso menstrual. Confira como fazer este tipo de teste e obter um resultado correto.

Mulheres que desejem saber se estão grávidas antes do atraso menstrual devem fazer o exame de sangue que identifica a quantidade do hormônio HCG e que pode ser feito 8 a 11 dias após a relação. Entenda melhor como funciona este exame de sangue e quando fazer.

Bibliografia >

  • HALL, John. Tratado de fisiologia médica. 13 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. 409-410; 1063.
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual técnico - Pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada. 2006. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_pre_natal_puerperio_3ed.pdf>. Acesso em 19 Nov 2019
  • NHS. How soon can I do a pregnancy test?. Disponível em: <https://www.nhs.uk/common-health-questions/pregnancy/how-soon-can-i-do-a-pregnancy-test/>. Acesso em 22 Nov 2019
  • PALMA, Maria Helena Cunha; TIERA, Vera A. de Oliveira. Oxidação de metais. Química nova na escola. n.18. 52-54, 2003
  • DIRECCIÓN GENERAL DE PROMOCIÓN AGRARIA - MINISTÉRIO DE AGRICULTURA. Aspectos nutricionales y tecnológicos de la leche. 2005. Disponível em: <http://www2.congreso.gob.pe/sicr/cendocbib/con3_uibd.nsf/7AE7E7AB111562710525797D00789424/$FILE/Aspectosnutricionalesytecnol%C3%B3gicosdelaleche.pdf>. Acesso em 19 Nov 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem