5 dúvidas comuns sobre os principais tipos de dengue

Existem até o momento 5 tipos de dengue, mas os tipos presentes no Brasil são a dengue tipo 1, 2 e 3, enquanto que o tipo 4 é mais comum na Costa Rica e Venezuela, e o tipo 5 (DENV-5) foi identificado em 2007 na Malásia, Ásia.

Todos os 5 tipos de dengue causam os mesmo sintomas clássicos, que incluem febre alta, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos e cansaço extremo. Confira os principais sintomas da dengue.

Devido ao fato de existirem vários tipos de dengue, é possível que uma pessoa que já teve dengue volte a ser contaminada, mas dessa vez por um novo tipo. Quanto mais vezes uma pessoa é infectada por dengue, maior é o risco de desenvolver dengue hemorrágica, que resulta de uma reação exagerada do organismo ao vírus da dengue, aumentando o risco de hemorragias e complicações graves. Entenda melhor o que é a dengue hemorrágica e quais os riscos.

5 dúvidas comuns sobre os principais tipos de dengue

Algumas dúvidas comuns relacionadas aos tipos de dengue são:

1. Quais são as principais diferenças?

Todos os tipos de dengue são causados pelo mesmo vírus, no entanto, existem 5 pequenas variações deste mesmo vírus. Estas diferenças são tão pequenas que causam a mesma doença, com os mesmos sintomas e mesmas formas de tratamento.

Entretanto, o tipo 3 (DENV-3), que é o mais comum no Brasil nos últimos 15 anos, apresenta maior virulência o que significa que causa sintomas mais graves que os demais.

2. Quando surgiram os tipos de dengue no Brasil?

Apesar de a cada ano surgir uma nova epidemia de dengue, na maior parte das vezes se trata do mesmo tipo de dengue. No Brasil os tipos de dengue existentes são:

  • Tipo 1 (DENV-1): surgiu no Brasil em 1986
  • Tipo 2 (DENV-2): surgiu no Brasil em 1990
  • Tipo 3 (DENV-3): surgiu no Brasil em 2000, sendo o mais comum até 2016
  • Tipo 4 (DENV-4): surgiu no Brasil em 2010 no estado de Roraima

O tipo 5 (DENV-5) da dengue até o momento ainda não foi registrado no Brasil, sendo encontrado apenas na Malásia (Ásia) em 2007.

3. Os sintomas da dengue tipo 1, 2 e 3 são diferentes?

Não. Os sintomas da dengue são sempre os mesmos, mas sempre que a pessoa adquire dengue mais de 1 vez, os sintomas se tornam mais intensos porque existe um risco aumentado de ter dengue hemorrágica. Por isso, é muito importante evitar novas infecções, através de medidas que evitem a reprodução do mosquito da dengue e, consequentemente, as picadas. Veja como combater o mosquito e se proteger da dengue.

Assista o vídeo seguinte e veja como manter o mosquito bem longe de sua casa:

4. Posso ter dengue mais de uma vez?

Sim. Cada pessoa pode pegar dengue até 4 ou 5 vezes na vida porque cada tipo de dengue, DENV-1, DENV-2, DENV-3, DENV-4 e DENV-5, se refere a uma variação do vírus original e, por isso, quando a pessoa pega dengue tipo 1, ela desenvolve imunidade para esse tipo específico de dengue e não é mais contaminada com essa variação do vírus. Porém, se a mesma pessoa for picada por um mosquito infectado pela dengue tipo 2, irá desenvolver novamente a doença e nesse caso, o risco de desenvolver dengue hemorrágica é maior.

5. Posso ter 2 tipos de dengue ao mesmo tempo?

Ficar infectado por 2 tipos de dengue não é uma situação impossível, no entanto é considerada muito pouco provável porque seria preciso que estivessem circulando na mesma região 2 tipos diferentes de dengue e isso é extremamente raro. Por isso ainda não foram registrados casos de infecção por dois vírus ao mesmo tempo.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dengue: diagnóstico e manejo clínico. 2013. Disponível em: <https://www.caism.unicamp.br/PDF/Dengue_manejo_clinico_adulto_crianca_2013_4a_edicao.pdf>. Acesso em 04 Nov 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dengue: Classificação de risco e manejo do paciente. Disponível em: <http://www.saude.sp.gov.br/resources/ccd/materiais-de-comunicacao/dengue/fluxograma_classificacao_de_risco_e_manejo_clinido_do_paciente.pdf>. Acesso em 04 Nov 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dengue: sintomas, causas, tratamento e prevenção. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/dengue>. Acesso em 04 Nov 2019
Mais sobre este assunto: