Tratamento para gastrite: remédios de farmácia e caseiros e dieta

O tratamento para gastrite deve ser orientado pelo médico, podendo ser indicado o uso de remédios para inibir ou neutralizar o ácido produzido no estômago, como o omeprazol, pantoprazol, hidróxido de alumínio e carbonato de cálcio, por exemplo. Além disso, em alguns casos, pode ser também indicado o uso de antibióticos para combater a bactéria H. pylori, que normalmente está presente nos casos de gastrite.

Além dos remédios indicados pelo médico, é importante também ter atenção à alimentação, sendo recomendado dar preferência a alimentos de fácil digestão e que não estimulem a produção de ácido no estômago.

Alguns remédios caseiros também possuem propriedades capazes de aliviar os sintomas da gastrite devido à diminuição da acidez do estômago, como é o caso do suco de batata e do chá de aroeira, devendo ser usados como complemento ao tratamento indicado pelo médico.

Tratamento para gastrite: remédios de farmácia e caseiros e dieta

1. Remédios

Os remédios para gastrite devem ser indicados pelo médico e têm como objetivo promover a diminuição e/ou neutralização da acidez do estômago, o que ajuda a aliviar o desconforto causado pela gastrite. Assim, pode ser recomendado pelo médico o uso de:

  • Inibidores da produção de ácido, como omeprazol, esomeprazol, pantoprazol, lansoprazol, cimetidina e nizatidina;
  • Antiácidos, que neutralizam o ácido produzido no estômago, como hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio, carbonato de cálcio ou bicarbonato de sódio;
  • Antibióticos, principalmente nos casos em que é identificada a infecção por H. pylori, como claritromicina associada à amoxicilina ou ao metronidazol.

É fundamental que o uso dos remédios seja feito conforme a orientação do médico, isso porque o uso prolongado de inibidores da produção de ácido, por exemplo, pode aumentar o risco de desenvolvimento de tumor no estômago. Além disso, no caso do antibiótico, caso o tratamento seja interrompido, é possível que a bactéria volte a se desenvolver e leve novamente ao aparecimento dos sintomas de gastrite. Veja mais detalhes sobre os remédios para gastrite.

2. Alimentação

A alimentação é parte fundamental no tratamento da gastrite, sendo importante incluir alimentos de fácil digestão e que evitem a produção excessiva de ácido no estômago, o que ajuda a prevenir e aliviar sintomas de gastrite. Assim, algumas orientações da alimentação para gastrite são:

  • Comer pequenas porções de cada vez, sempre de 3 em 3 horas;
  • Beber líquidos apenas entre as refeições;
  • Dar preferência a alimentos cozidos e grelhados;
  • Evitar condimentos, molhos e intensificadores de sabor como sazon e outros;
  • Evitar todo e qualquer tipo de bebida alcoólica, gaseificada ou industrializada, incluindo os sucos industrializados;
  • Evitar alimentos crus e de difícil digestão como carne vermelha;
  • Evitar café, chocolate, chá preto, assim como frutas ácidas como limão, laranja ou abacaxi.

É indicado que a alimentação seja orientada por um nutricionista, pois assim é possível que seja elaborado um plano alimentar de acordo com as necessidades nutricionais e com os sintomas a serem combatidos. Saiba mais sobre a dieta para gastrite.

3. Remédios caseiros

Os remédios caseiros para gastrite têm como objetivo complementar o tratamento indicado pelo médico e aliviar os sintomas, já que são capazes de promover redução da acidez do estômago, promovendo o alívio dos sintomas. Além disso, alguns remédios caseiros melhoram a digestão, favorecem o esvaziamento gástrico e combatem a Helicobacter pylori.

Algumas opções de remédios caseiros para gastrite são o suco de batata, o chá de aroeira, o suco de banana e pêra e o chá de espinheira santa. Conheça outros remédios caseiros para gastrite.

Sinais de melhora e piora

Os sinais de melhora da gastrite podem ser notados durante o tratamento e incluem a diminuição da dor e a maior facilidade para fazer a digestão dos alimentos. Geralmente, a gastrite nervosa também melhora quando o paciente fica mais calmo.

Por outro lado, os sinais de piora surgem quando o indivíduo não segue o tratamento corretamente, consome bebidas alcoólicas ou come alimentos ácidos ou gordurosos e incluem o aumento da dor, da azia, barriga inchada, náuseas e vômitos.

Complicações da gastrite

As complicações da gastrite são mais frequentes de acontecer em pessoas que não realizam o tratamento adequado, o que aumenta o risco de desenvolvimento de uma úlcera gástrica, que se não for devidamente tratada pode aumentar o risco de câncer de estômago. No entanto, ao realizar o tratamento de acordo com a orientação médica, a cura da gastrite pode ser alcançada.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: