5 principais tratamentos para luxação

O tratamento da luxação pode variar de acordo com o tipo de articulação afetada e a gravidade dos sintomas. Essa situação é considerada uma urgência médica e, por isso, é importante que a pessoa consulte o ortopedista o mais rápido possível para que seja realizado um exame físico e de imagem e, assim, possa ser iniciado o melhor tratamento, que, em alguns casos, pode envolver cirurgia.

A luxação pode acontecer em qualquer articulação, no entanto, é mais comum nos dedos, tornozelos, cotovelos, ombros ou quadril, especialmente durante a prática de esportes de contato, como futebol ou handebol, por exemplo. Entenda melhor o que é e como identificar a luxação.  

O tratamento da luxação deve ser iniciado o mais rápido possível por um ortopedista para evitar complicações como rompimento dos músculos ou tendões, ou danos nos nervos ou vasos sanguíneos da articulação afetada.

5 principais tratamentos para luxação

Os principais tratamentos para luxação incluem:

1. Manipulação ou reposicionamento da articulação

A manipulação ou reposicionamento da articulação, também chamado de redução da luxação, é o tratamento em que o ortopedista realiza manobras para colocar os ossos da articulação afetada de volta à posição normal. 

Esta técnica pode ser feita com anestesia local ou geral, o que permite que a pessoa se sinta mais confortável, sem dor durante o reposicionamento da articulação e também para permitir que os músculos próximos à sua articulação relaxem, o que facilita o procedimento.

2. Imobilização

A imobilização é feita pelo ortopedista depois que os ossos da articulação são reposicionados e tem como objetivo promover o alívio da dor. Em caso de instabilidade da articulação, ou seja, quando a articulação sai novamente do lugar, pode ser indicada a realização de cirurgia.

A imobilização pode ser feita com o uso de uma tala, tipoia ou até mesmo colocação de gesso, dependendo da articulação afetada.

O tempo de imobilização varia de acordo com a articulação, da gravidade da luxação e se ocorreu danos nos músculos, nervos ou vasos sanguíneos da região, no entanto é importante que seja o menor tempo possível para evitar a rigidez da articulação.

3. Uso de remédios 

Geralmente, a dor da luxação melhora quando a articulação é reposicionada. No entanto, caso a dor permaneça, o ortopedista pode indicar o uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios ou relaxantes musculares, como paracetamol, ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo.

4. Cirurgia

A cirurgia para luxação é feita nos casos mais graves quando o ortopedista não consegue colocar a articulação na posição normal ou quando os nervos, ligamentos, músculos ou vasos sanguíneos foram afetados ou em caso de instabilidade da articulação, permitindo reparar as estruturas danificadas ou reconstruir a articulação. Em alguns casos, pode ser recomendado pelo médico a colocação de uma prótese, como a prótese no quadril, por exemplo. Veja outras opções de tratamento para luxação no quadril.  

Além disso, o ortopedista pode recomendar a cirurgia para pessoas que deslocam a mesma articulação com frequência, como a articulação do ombro, por exemplo, prevenindo que se desloquem novamente, causando a luxação. Confira as principais causas de luxação no ombro

5. Fisioterapia

A fisioterapia para luxação é recomendada pelo ortopedista após fazer os outros tratamentos, e consiste na realização de exercícios orientados pelo fisioterapeuta, que também pode utilizar aparelhos, permitindo fortalecer os músculos, diminuir a inflamação, facilitar a cicatrização, promover a estabilidade da articulação e restaurar a amplitude dos movimentos.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • KANE, P.; et al. Approach to the treatment of primary anterior shoulder dislocation: A review. Phys Sportsmed. 43. 1; 54-64, 2015
  • REZAIE, N.; et al. Elbow Dislocation. Clin Sports Med. 39. 3; 637-655, 2020
  • ARMSTRONG, A. Simple Elbow Dislocation. Hand Clin. 31. 4; 521-31, 2015
  • WEBER, A. E.; et al. An Algorithmic Approach to the Management of Recurrent Lateral Patellar Dislocation. J Bone Joint Surg Am. 98. 5; 417-27, 2016
  • DAWSON-AMOAH, K.; et al. Dislocation of the Hip: A Review of Types, Causes, and Treatment. Ochsner J. 18. 3; 242-252, 2018
  • DONG, H.; et al. Closed reduction techniques for acute anterior shoulder dislocation: a systematic review and meta-analysis. Eur J Trauma Emerg Surg. 47. 2; 407-421, 2021
Mais sobre este assunto: